Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Camisa de Força

Sempre que eu tentava assistir Camisa de Força inteiro, acontecia alguma coisa. Ou pegava o filme na metade ou tinha que parar de ver. Cheguei a dormir no meio dele também. Essas várias experiências acabaram rendendo ao longa uma fama de “complicado” de entender, o que acabei descobrindo que não é bem assim. Ele pode não ter nenhum compromisso linear, mas está bem longe de ser considerado complexo demais para as mentes desprovidas de intelecto, como a minha.

A história do filme é interessante. Jack (Adrien Brody) é um veterano da guerra do Golfo que vai parar num hospício e começa a viver em dois mundos diferentes. Na sua época atual, 1992, ele continua internado e passando horas numa camisa de força dentro de uma sala de necrotério. E na outra época, em 2007, ele reencontra uma jovem mulher por quem se apaixona e descobre que irá morrer dentro de poucos dias. Meio complicado de explicar escrevendo, mas faz parte do espírito da coisa.

- Advertisement -

Camisa de Força tem ainda o ator Daniel Craig e a bela Keira Knightley (que aparece semi-nua em algumas cenas e me fez repensar seriamente algumas de minhas preferências no corpo feminino). Adrien Brody faz aquilo que sabe e não inventa muito em sua interpretação. Estou em dúvidas se ele é um bom ator ou apenas um cara que tem a sorte de aparecer em bons filmes. O que acha?

São três caipirinhas no Buteco!

Comentários