Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Como Treinar o Seu Dragão


Soluço (Jay Baruchel) é um aprendiz de viking, filho do mais forte e bravo viking da aldeia. O sonho de seu pai, Estoico (Gerard Butler), é que o filho seja como ele um dia, ajudando a proteger seu povo matando os dragões que atacam para roubar comida, levando embora todos os animais.

Porém, Soluço não se sente como os outros moradores: ele é desajeitado e não consegue matar nenhum dragão, mesmo com todo o seu esforço em criar armas e em tentar capturar o muito temido e jamais visto Fúria da Noite.

Acontece que, um belo dia, ele descobre uma habilidade sua que quando é sabida pelos moradores, causa um reboliço danado no povoado e, então, as aventuras começam.

- Advertisement -

Da mesma forma que a grande maioria dos filmes voltados para o público infantil, Como Treinar o Seu Dragão ensina idéias de bondade e tolerância, mostrando que a convivência harmônica entre “concorrentes” e desconhecidos é possível. Derruba a idéia do pré-conceito, que só leva a atitudes precipitadas e violentas, e traz que o conflito pode ser superado se houver um pouco de boa vontade. E, finalmente, que nem sempre o mais forte é o mais competente.

A animação da DreamWorks é bem bonitinha, e apesar do 3D ser pouco explorado é difícil não gostar dos nomes divertidos e não se emocionar com a história. Em alguns momentos, faz até lembrar o Eragon pelas imagens da vila e seus bravos cavaleiros de dragões. Por ter quase me feito chorar e querer treinar um dragão, vale 3 chopps vikings!

Comentários