Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Crítica: Chef

Jon Favreau acerta na dose e entrega uma obra sensível e deliciosa para os espectadores.

critica chef

Alguns profissionais são bastante suscetíveis a críticas. Nessa lista, é fácil incluir artistas em geral, jornalistas, cineastas e chefs de cozinha, entre outras tão sensíveis quanto. E é uma crítica gastronômica que vai fazer o chef Carl Casper (Jon Favreau, que também dirige e assina o roteiro) perder a cabeça. Ele comanda a cozinha do restaurante cujo proprietário, Riva (Dustin Hoffman), repete há anos o mesmo menu, impedindo Carl de criar e inserir novidades no cardápio.

- Advertisement -

Oliver Platt é Ramsey Michael, um crítico gastronômico com um blog de grande alcance que vai visitar o restaurante. Há algum tempo, sua crítica havia sido positiva. Carl quer apresentar um novo menu mas Riva é categórico: o restaurante faz sucesso pelo que tem feito até hoje. Como não poderia deixar de ser, a crítica arrasa o trabalho de Carl, afirmando que ele deixou de ser criativo. Com raiva da crítica e de seu patrão, Carl é apresentado ao Twitter por seu filho Percy (Emjay Anthony). Sem saber se comunicar na rede social, provoca o crítico e o convida para uma nova rodada no restaurante. Aí, como num típico filme de sessão da tarde, está “armada a confusão” que vai levar a muitas mudanças na vida de Carl Casper.

A proposta do longa-metragem é ser menos blockbuster, como se, ao ser assim, fizesse uma ode à gastronomia sem frescura. Carl, no restaurante – ou no mainstream – faz aquela comida sofisticada que acaba sendo chata pra caramba, enquanto em casa ou durante as madrugadas no trabalho experimenta sabores e texturas, criando pratos apreciados e aprovados por sua equipe de trabalho. A impressão é que Jon Favreau quis fazer o mesmo com o cinema mas, infelizmente, falhou.

Chef é bonitinho e até correto, mas bastante previsível, com muitos clichês e um tanto sem identidade: no início, é mais focado na gastronomia (e dá fome ver as várias cenas em que Carl cozinha); do meio pra frente é uma tentativa de road-movie. Porém, nem por isso deixa de ser divertido. A trilha sonora colabora bastante e o astral do filme é bem positivo. Vale ver pra desestressar, pra ter vontade de fazer algum experimento na cozinha, pra pensar que cinema de entretenimento não precisa, necessariamente, ter explosões e mil efeitos especiais.

banner chef

Chef (2014) Dirigido e escrito por Jon Favreau. Com Jon Favreau, Robert Downey Jr., Scarlett Johansson, John Leguizamo, Bobby Cannavale, Dustin Hoffman, Sofia Vergara

Comentários