Operação Invasão – The Raid: Redemption (@festivaldorio)

por Fred


TENHO QUE COMEÇAR DIZENDO QUE The Raid foi o primeiro filme que decidi ver. Quando soube que estaria no Festival comprei logo antecipado para não perder. Não preferia Almodóvar, Selton Mello, Sean Penn ou qualquer outro diretor com nomes trissílabos… Queria ver como um filme indonésio de ação conseguiu ser premiado e aplaudido no Festival de Toronto, e fez com que o Mike Shinoda (Limpem o Park) fizesse uma música especialmente para o filme. E devo dar o braço a torcer, o filme é muito bom!

Em sua mistura de Tropa de Elite com Ong Bak, Serbuan Maut é incrívelmente bem sucedido! Acho que o ultimo filme de ação que vi e gostei, foi no Festival passado: Machete. Para além das diferenças lógicas e escancaradas entre The Raid e Machete, em momento algum, The Raid tenta divertir com piadas ou situações engraçadas. é um filme de ação! PONTO FINAL! A porrada vai comer, se não gostou nem entra na sala! xD


A historia é a seguinte: um grupo de policiais de elite, do estilo SWAT, vão invadir um prédio lotado de bandidões malvados com facões e armas de fogo para pegar o chefe do crime da parada (Ray Sahetapy) que mora no último andar. Simples, direto e poderia até ser um enredo de video-game. O desenrolar da história se complica quando descobrimos que há uma relação mais profunda entre os policiais e os bandidos. Corrupção e família entram no jogo.

Ao perceberem a aproximação dos policiais, a “bandidage” se arma e cai pra dentro. O prédio é como um forte, cheio de câmeras e guardas. Logo logo os policiais percebem que entrar ali não foi uma boa idéia. As sequências de ação são sensacionais, não só as de tiroteio, correria e explosão, mas principalmente as cenas em que o ator principal, Iko Uwais, parte pra cima! Lutador de uma arte marcial pouco conhecida no Brasil, o Silat, o clone indonésio do Jorge Vercillo arrancou aplausos da sessão ao término de uma das cenas em que luta com uma TONFA e uma faca contra sei lá quantos oponentes! A galera foi a loucura!


A tensão do filme cria um clime constante de apreensão e você acaba torcendo para que os policiais consigam logo sair daquele inferno, e é impossível não escolher um lado durante as lutas. Sem politização, sem focar na questão da corrupção policial e sem modernismos, The Raid evoca os filmes de ação, já ultrapassados, aonde fica claro desde o começo quem é o bonzinho e quem é o vilão. Até apelar pra mulher grávida ele apela! E palmas pro indonésio boladão com cabelo de R10 que esculacha todo mundo! Enfim, é uma diversão simples, (carregada de testosterona) e muito bem sucedida! Pra quem quer se divertir, gosta de filmes de artes marciais e ação, esse é o filme certo e imprescindível!
4 caipirinhas fácil!

Ahh Ps: se você for ao cinema, desligue o cel! Se não puder desligar, o atenda do lado de fora! E por favor, eu já vi diretor de cinema, ator,critico, mas COMENTARISTA é (a profissão do futuro) FODA! Guarde suas impressões para você e seus amigos ao fim da sessão! Educação, artigo de luxo!

FICHA TÉCNICA:

Nome Original: The Raid (Serbuan Maut)
Direção: Gareth Evans
Produção: Ario Sagantoro
Roteiro: Gareth Evans
Elenco: Iko Uwais
Ray Sahetapy
Joe Taslim
Donny Alamsyah
Yayan Ruhian
Lançamento: Jan/2012

  • Fred Borges

    First! akskpoakspokssoaspkspoa

Fred