Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Clube da Luta

AQUI NO CINEMA DE BUTECO EXISTEM vários posts sobre Clube da Luta, mas nenhuma crítica sobre o filme. Voilá, estou aqui para realizar tal missão.

Clube da Luta é um clássico. Cheios de referências e fãs fiéis. A história é a seguinte: uma pessoa (Edward NortonO Incrível Hulk e O Ilusionista), que em alguns lugares é intitulada “narrador” (esta mania de dar nome a tudo…), é reprimida pela sua vida. Tem um emprego que paga bem, possui roupas caras… porém, tem insônia.


Sua insônia acaba quando ele começa a frequentar grupos de ajuda (câncer de testículos, tuberculosos, pneumonia, etc.). Sua calmaria termina quando uma mulher, também impostora, passa a visitar os mesmos grupos. Marla Singer (Helena Bonham CarterO Discurso do Rei e Franquia Harry Potter, se interpretando) passa a perturbar a mente da pessoa (Norton, principal mas que também podia se passar por secundário). Neste meio tempo, o narrador conhece o misterioso Tyler Durden (Brad PittÁrvore da Vida e Bastardos Inglórios, tomando o filme inteiro) e assim se tornam GRANDES amigos. E de tão amigos que se tornam, acabam criando um clube, o clube da luta, cheio de regras para serem seguidas (“A primeira regra do Clube da Luta é: não comente sobre o Clube da Luta.”).

- Advertisement -

O filme prossegue, sem furos no roteiro, com muita ação e com muita informação. Sim, em nenhum momento o filme fica frouxo, vazio e inútil. Cada frase e cada cena podem gerar grandes discussões. Um clássico dos anos 90, um filme que dividiu águas e que criou teorias infinitas. A sonoridade também é muito boa, assim como os efeitos. E é tanta informação que você acaba nem percebendo que Jared Letto (Requiém para um Sonho e Psicopata Americano) faz uma pequena participação. Sabe quem é ele?

 

 

 


FICHA TÉCNICA:

Nome Original: Fight Club
Direção: David Fincher
Produção: Art Linson
Cean Chaffin
Ross Grayson Bell
Roteiro: Jim Uhls
Elenco: Brad Pitt
Edward Norton
Helena Bonham Carter
Duração: 139min
Lançamento: Outubro/1999

 

Comentários