Gigantes de Aço (@festivaldorio) | Cinema de Buteco
Críticas de filmes de ação Drama

Gigantes de Aço (@festivaldorio)

por Wendel

Atom_Real-Steel Gigantes de Aço (@festivaldorio)

QUANDO LI A SINOPSE DE GIGANTES DE AÇO eu tinha certeza de que se tratava de mais uma história sobre o esportista azarão que teve algum infortúnio em sua carreira, tem problemas com a família, não consegue manter um relacionamento saudável e vive se metendo em encrenca. Ou seja, praticamente uma amálgama distorcida de O Vencedor com Rocky. Só que com robôs! Mesmo assim, coloquei o filme na minha lista pro Festival e não me arrependi.

Atom_Real-Steel Gigantes de Aço (@festivaldorio)A história é conhecida. Os detalhes são que o boxe “humano” foi extinto. A moda é boxe de robôs, competindo pra saber quem será o Real Steel, nome original do longa. O interessante é que há uma explícita referência a evolução dos esportes de luta. Citando obviamente o MMA/UFC e mais curiosamente o Brasil! Falando como a família Gracie influenciou a luta com o jiu-jitsu e como as pessoas ficaram cada vez mais sedentas querendo literalmente ver “a porrada comer”. Então temos Charlie Kenton (Hugh Jackman) é um ex-boxeador que luta com robôs no underground, mas tudo que consegue é aumentar mais suas dívidas. A única pessoa que o apóia é Bailey Tallet (Evangeline Lilly que eu juro que iam chamá-la de Kate a qualquer instante!) filha do finado treinador de Charlie que tenta aos trancos e barrancos manter a academia de treinamento do pai, transformada numa espécie de oficina. Tudo ia de mau a pior, até que a ex de Charlie falece, revelando que ele tem um filho chamado Max (Dakota Goya) e terá que cuidar dele, pelo menos por uns meses.
Claro, temos o óbvio. Pai e filho não se dão. Praticamente se odeiam. Max joga na cara de Charlie o tempo todo que ele não sabe o que faz mas só é assim porque ele quer e etc. Até que eles encontram num ferro velho um robô chamado Atom, que apesar de simples, tem grande potencial. Juntos eles treinam Atom e conseguem chegar até a Liga Mundial e provam seu valor. Como eu disse, tudo muito óbvio.

Mas o filme tem lá o seu charme. Os robôs nem sempre são de CG e as lutas são bem elaboradas. Jackman está em ótima forma, fazendo o papel que melhor se encaixa nele, o de canastrão pilantra. Goya não deixa a desejar apesar da idade. Provavelmente ainda vai surpreender muita gente. E Lilly… Só queria que ela voltasse pra ilha de LOST porque apesar d estar muito bem, acho que ela faz falta lá! O filme é gostoso de se assistir, com certeza vale a pena conferir nos cinemas! Só se preparem porque rola FÁCIL aquela lágrima de emoção no final! 😉

Atom_Real-Steel Gigantes de Aço (@festivaldorio)FICHA TÉCNICA:

Nome Original: Real Steel
Direção: Shawn Levy (Uma Noite no Museu 2)
Produção: Shawn Levy
Susan Montford
Don Murphy
Roteiro: John Gatins
Elenco: Hugh Jackman (X-Men Origins: Wolverine)
Dakota Goyo
Evangeline Lilly
Anthony Mackie
Kevin Durand
Lançamento: Out/2011

Wendel

Wendel Wonka largou o curso de Letras Port/Inglês na UERJ pra trabalhar como Técnico Telecom na Oi. O hobbie de DJ acabou virando profissão alternativa e às vezes ganha um trocado com isso. No meio disso tudo, faz resenhas críticas (ou não) e revisão de texto no CdB. Ah, também está tentando o vestibular de novo, só que pra ADM. Faz parte do site desde a sua formação Beta e integra a ala carioca do Buteco (e queria colocar uma foto na horizontal).

Comentários