Ichi, O Assassino

por Fred


*Depois de anos longe, um pobre membro, sem internet em casa, resolve postar do trabalho XD…*

Comentar sobre o cinema nipônico é uma tarefa um tanto ingrata. Principalmente porque o cinema japonês tem uma imagem (errada) de só produzir filmes de terror. Mas o pior é saber que um filme não “róliuldiano” só ganha destaque quando é incomum…
E Ichi, The Killer, é de longe o topo que um filme incomum poderia chegar…
Devo adimitir, que quando vi o filme, fui por um a influência ocidental. Quentin Tarantino.
Gosto muito das bizarrices “tarantinescas”, sou fã!
(tanto q eu tenho a trilogia da Balada do Pistoleiro, a-ham, é uma TRILOGIA!=P)

Enfim, o diretor de Ichi, é considerado o “Quentin Tarantino do Japão”, assim, fui sem medo do que ver, assistir, o tão bizarro filme.
(E não deixei minha cunhada e nem minha namorada entrarem no quarto enquanto o via.)

A história é a seguinte: Ichi (Nao Omori), é um assassino brutal e desconhecido, que aniquila o chefe da Yakuza e sua esposa, e some com o dinheiro deles. Só que o segundo homem de comando da Yakuza, o excêntrico (e masoquista) Takihashi(Tadanobu Asano), resolve ir atrás de Ichi, sem pista alguma de quem seja o maluco.

Até aí, bem básico neh?
Só que o filme é ULTRAVIOLENCE, mesmo! só pra vc saber o que vc vai encontrar nesse filme:
Litros de sangue, assassinato, tortura com óleo quente e violência gratuita. Além do pior:

Tortura Psicológica.
O mais tenso do filme, é a psicologia aplicada aos personagens, Ichi, é o mais pertubado, com sua psiquê abalada desde a infância, e Takihashi não fica atrás, com seu masoquismo e frieza.

Enfim, é um filme pra quem tem estômago forte, mas é ficção, e vc pode terminar o filme assustado, mas saí sabendo q é só ficção.

Enjoy ao molho pardo.

ps1: Coringa é o Caramba, Takihashi não esconde as cicatrizes e tbm usa roxo!
ps2: Ichi em japonês quer dizer 1. E o filme é uma adaptação do mangá homônimo (sempre quis dizer essa palavra =P).
ps3: O diretor Takashi Miike, também foi o diretor do ótimo e do péssimo: “Audition” e “Uma Chamada Perdida”

Ficha Técnica:
Título Original: Koroshiya 1
Ano de Lançamento (Japão, Coreia do Sul e Hong Kong): 2001
Gênero: Ultraviolence + Drama (hauhauha)
Tempo de Duração: 128 min
Direção: Takashi Miike
Roteiro:Sakichi Satô, Hideo Yamamoto
Elenco: Tadanobu Asano, Nao Omori, Shinya Tsukamoto, Paulyn Sun

Fred