Thor | Cinema de Buteco
Críticas de filmes de ação

Thor

por João

KÉDIZÊ

De Kenneth Branagh. Com Chris Hemsworth, Natalie Portman, Anthony Hopkins, Tom Hiddleston, Stellan Skarsgard.

Vamos falar de filmes de super heróis?

Em 2002 Homem Aranha mostra que este gênero pode dar certo. Sam Raimi sabe como fazer cenas de ação, coloca toques de humor, e tem em mãos um personagem carismático. Os atores ajudam também, claro. Cabe à Christopher Nolan perceber que a fórmula do filme do cabeça de teia funciona, mas já está desgastada (o terceiro filme do cabeça de teia é um fiasco de críticas). Um tom mais realista e sombrio coloca o Cavaleiro das Trevas no lugar que nunca deveria ter saído e a sequência de Batman Begins, O Cavaleiro das Trevas acaba sendo um dos melhores filmes de 2008, extrapolando gêneros e se afirmando como um filme de super herói sim, mas sem o foco no público adolescente.

Falo destes dois filmes antes de falar de Thor, motivo deste texto, porque invariavelmente foram eles que ditaram alguns paradigmas para que um filme de super herói seja realizado hoje em dia. A maioria das produções que optaram por seguir o caminho do primeiro acabaram morrendo na praia, entregando filmes divertidos, mas nada relevantes: aqueles filmes que não vão mudar sua vida. Watchmen pode ser considerado o único que seguiu o caminho do segundo, se tornando um dos melhores filmes do gênero entre esta última safra de produções (ao lado de Homem Aranha 2 e do filme de Chris Nolan). Mas neste caso não tinha como errar. Era só Snyder seguir a cartilha de Alan Moore que tudo ia dar certo.

É aqui que chegamos a Thor. Filme bem feito, bem realizado, bons efeitos especiais, atores competentes… Mas, e daí? Isso ainda é suficiente para tornar um filme necessário, ou seja, tornar a adaptação daquelas histórias, que antes só existir na HQ um caminho natural? Não.

Thor é um bom filme, mas não acrescenta nada à história original criada por Stan Lee. A saga do Deus do trovão não se resume apenas a uma jornada de amadurecimento de alguém que não sabe segurar sua impulsividade quando percebe ser invencível. Porque Thor É invencível. As cenas de ação dirigidas por Kenneth Branagh (conhecido pela direção de Hamlet de 1996 e Frankenstein de 1994) deixam isso claro. Branagh tem experiência com dramas shakespearianos (o drama do irmão que ter tomar o trono do pai e matar o irmão, para falar resumidamente) mas não com cenas de ação. Um ponto a menos para o filme, que poderia se aproveitar das possibilidades que o personagem oferece para entregar momentos mais grandiosos.

Claro que não se pode dizer que o filme não tem seus momentos de grandiosidade. Asgard é belissimamente bem concebida pelo design de produção. O 3D dá um efeito de profundidade interessante. Deixando de lado o figurino dos quatro amigos de Thor (que mais parecem saídos de uma convenção de cosplay), as armaduras conferem esta grandiosidade à Odin (Anthony Hopkins fazendo muito com o pouco que tem em cena) e Loki (Tom Hiddleston amargurado e orgulhoso – uma das melhores coisas do filme).

Chris Hemsworth? Consegue convencer como protagonista. Tem carisma, talento. E claro, beleza. Mas a impressão é que o casal protagonista (não há herói nas telonas sem interesse amoroso, mais uma regra que Sam Raimi nos ensinou) está no automático: Natalie Portman é uma Jane corajosa, uma mulher da ciência como nos diz um dos cartazes do filme, que se encanta automaticamente por Thor (mas também né?), mas é só.

Falta profundidade nos personagens, falta vontade de fazer um filme que supere expectativas. Thor não é ruim, mas também não é excepcional. E nem vai mudar a vida dos fãs dos quadrinhos do herói. Será que a franquia de heróis Marvel sobrevive à Vingadores? O futuro está nas mãos de Joss Whedon. Vamos aguardar. O fim dos créditos parece apontar alguns caminhos…


João

Filósofo, arte educador, amante de cinema, funk carioca e de uma boa conversa acompanhada de cerveja.

Comentários

  1. A gente reconhece o autor pelas imagens utilizadas no post…

    JOÃO, SEU LINDO! THOR SEU…er…(risos)

  2. O tempo inteiro temos a impressão de que tudo o que vemos em Thor é genérico. Desde os diálogos aos monstros. Reparamos relações com filmes como O Senhor dos Anéis, Transformers e vários outros. Infelizmente esperava muito de Thor e a decepção foi grande.

  3. isso é verdade. tem uma coisa meio senhor dos anéis mesmo neah? aqueles movimentos de câmera na luta contra os caras de gelo: é muito senhor dos anéis.

    as imagens só mostram o que há de melhor no filme, e neste caso… rs

  4. Sim… 300 e SdA são mesmo algumas referências de Thor. Aliás, a introdução é muito digna dos espartanos…

  5. Ah, eu curti o filme. E não só a estética (risos). Eu não sou nerd como vcs, né? Então eu não li quadrinhos e mimimis, mas eu gostei. Achei a história bem contada (e pelo que o Fred falou nem alteraram tanto assim), as tiradas engraçadas foram bem boladas, os efeitos são bem feitos (não vi 3D), eles conseguiram fazer legal a coisa Terra x Asgaard…

    Mas agora fala sério, pela primeira vez eu me senti a Natalie Portman! Eu teria exatamente as mesmas reações dela frente aquela maravilha! Hahahah!

  6. To com a Ju, curti bastante o filme! Esperava q fosse uam merda omérica! hahahahahah

    Pra quem não conhece NADA, o filme tá mt bem feito. E o bando de nerds no cinema curtiram tb! xD

  7. Meu conhecimento de quadrinhos, fora da Turma da Mônica, é quase nulo. Exatamente como disse o Wendel. E eu adorei o filme. Tinha visto o trailler e não fui seduzida, mas me diverti horrores no cinema com Thor.

  8. não disse que é ruim brasil! gostei também. mas é pq tava sob o efeito "capa vermelha" então qualquer coisa que visse tava lindo. rs
    é bom mas não mudou a minha vida

  9. bah joão, curti mto o que tu escreveu sobre os filmes de super herói e tal, inclusive sobre o batman begins… realmente este ultimo foi otimo demais (snif Heath Ledger =/)
    Mas nao acho que o 'Thor' tenha sido um filme fraco e tals… Eu achei o filme triiiiiii bom!
    A Natalie Portman linda e ótima, como sempre, com aquela carinha de menina-meiga-apaixonada, adorei! E o Chris Hemsworth, uau. Curti a atuação dele tbm, além da (uau *2) beleza ;p
    Também faço parte do time que não sabe nada sobre quadrinhos, mas o filme me convenceu, achei a historia mto mto legal, 3D ótimo, e to super ultra ansiosa pra ver o dois huhu ;p

  10. Concordo com seus comentários é legal do ponto de vista sobre homen Aranha e Batman com direito a escrever um pouco do filme Watchmen; eu adorei o thor como mudou a grana para filme de herois lembro que primeiro x-men o orçamento era bem reduzido(era nitido isso) é agora o investimento e bem maior já no primeiro, além do mais eu não curto HQ do Thor mas adorei a hístoria do filme não foi tão atoa que o diretor Kenneth Branagh foi escolhido a hístoria dos Deuses tem um que de Shakespeare, efeitos especiais muito bom, o ator Tom que faz loki arrasa na interpretaçao, a personagem da Natalie se tivesse a personalidade da Darcy renderia mais química e tem fandrall(bem bonito) Volstagg(bem engraçado)e Heimdall(um negro Deus Lordico lindo sim!!!joguem no googgle o nome do ator Idris Elba bem em nosso país não soa bem nome para masculino mas o personagem tem sua importância na trama muito boa e merecido ter um Deus Negro )e claro Odin(Anthony)e Rene Russo a cena depois dos créditos nem chama tanta a atenção para os vingadores o filme tem humor na medida certa fiquei feliz porque assistir o Thor e o filme Rio no mesmo dia ambos em 3D e foi gratificante