Cinema por quem entende mais de mesa de bar

A Natureza Quase Humana

Como a marioria dos filmes do Charlie Kaufman, A Natureza Quase Humana que um “quê” de doideira. Não o suficiente, o filme foi dirigido pelo outro tão loks quanto, Michel Gondry!

Acredito que o tema sobre condicionamento já foi muito explorado nas telinhase telonas. Um bom exemplo seria em A Ilha. as até hoje, acho que esse tema nunca havia sido explorado de modo tão engraçado e incomum como em Human Nature! O filme é narrado por 3 pessoas: o ex-selvagem Puff (Rhys Ifans) falando para o congresso, a ex-peluda Lila Jute (Patricia Arquette) falando para a polícia e o ex-vivo Dr. Nathan Bronfman falando para ninguém. A história narrada pelos 3 é a mesma. Lila tinha problemas com pêlos, parecendo um macaco, Nathan é mais um cientista biruta e Puff acha que é um macaco. Legal né?

Depois de viver isolado por anos o meio do mato e lançar 2 livros, Lila resolve voltar a sociedade e por indicação de sua amiga esteticista, conhece o Dr. Nathan por quem se apaixona, mas não sabe nada sobre seus pêlos. Juntos, eles encontram Puff no meio do mato, que cresceu lá com seu pai que também achava que era um macaco. Daí pra frente temos o óbvio do roteiro, o centista louco tentando transformar o homem-macaco em gente! Há de se admitr que o filme tem umas tiradas sensacionais e divertidíssimas! Mesmo assim, não é aqule filme que você se escangalha de rir e quer ver de novo. Vale a pena assistir, só uma vez. Gondry mandou bem no filme, dá pra perceber pequenos detalhes que entregam ele (lembrei rapidamente de Sonhando Acordado nos momentos de cantoria na floresta). Se tiver oportunidade, assista, mas não espere nada de super fantástico. Mesmo assim, o filme é bem curioso! ^^


FICHA TÉCNICA DA PELÍCULA:

Nome Original: Human Nature
Direção: Michel Gondry
Produção: Anthony Bregman
Ted Hope
Spike Jonze
Charlie Kaufman
Roteiro: Charlie Kaufman
Elenco: Patricia Arquette
Rhys Ifans
Tim Robbins
Miranda Otto
Lançamento: Abril de 2002
Duração: 96min.

Nota do Buteco: 2 1/2 Caipirinhas!

- Advertisement -

Comentários