Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Che

A cinebiografia do famoso guerrilheiro Che, que está planejada para chegar aos cinemas em fevereiro, é dividida em duas partes, El Argentino e Guerilla. O diretor de Onze Homens e Um Segredo, Steven Sodenbergh relata a vida de Ernesto Guevara de La Serna, ou simplesmente Che, um médico, escritor e guerrilheiro que acreditava principalmente nos seus ideais, e na liberdade de um povo. Fugindo do rótulo de “mito” e trazendo ao cinema a imagem de um homem, Benicio Del Toro interpreta almejando uma estatueta. E, pelo que dizem, existem chances reais. Agora é aguardar ansiosamente!

Extraído do Omelete:

- Advertisement -

“A primeira metade do longa, que será lançado em duas partes pela inviabilidade da duração proposta, cobre, com um belo formato Scope digital e quase sem trilha sonora, os anos da revolução cubana. Batizado Che (The Argentine), o filme tem estrutura não-linear, saltando entre a turnê de Guevara por Nova York em 1964 e seu famoso discurso na ONU (gravados em preto e branco granulado), a viagem do barco Granma (que levou 82 revolucionários à ilha caribenha) e as batalhas para derrubar o regime de Fulgencio Batista. O segundo filme, Che – A Guerrilha (Guerrilla) faz uma breve recapitulação dos seis anos que se passaram desde o primeiro segmento e começa com Che chegando à Bolívia.”

Porter Parte I:

Poster Parte II:

Trailer:

Comentários