Mais Do Que Você Imagina | Cinema de Buteco
Comédia Romance

Mais Do Que Você Imagina

2720-2008-07-22-01_22_34_1 Mais Do Que Você Imagina
Gênero: Comédia
Duração: 97 min
Origem: EUA
Estúdio: Imagem Filmes
Direção: George Gallo
Roteiro: George Gallo
Produção: Avi Lerner, Julie Lott, Heidi Jo Markel, Richard Salvatore

“Após retornar de uma missão secreta no exterior, um homem descobre que sua mãe perdeu muitos quilos e agora tem um namorado. Só que ele está na mira do FBI.”

Mais uma daquelas comédias tipicamente americanas, pra se assistir num dia em que você não quer pensar, só sentar em frente a uma tela e dar algumas risadas.

Depois de me mudar pra uma cidade com apenas 2 salas de cinema, aonde os filmes estreiam com meses de astraso, confesso que não fui assistir Mais Do Que Você Imagina por interesse, e sim pela mais pura falta de opção.

As risadas começam ainda na abertura, quando você dá de cara com o título original do filme, My Mom’s New Boyfriend (ou *O Novo Namorado da Minha Mãe*), e percebe que deveria rolar um Oscar para *Tradução Mais Criativa*.

Meg Ryan consegue ficar, pelo menos por 10 minutos, absurdamente feia e gorda, em um dos poucos momentos que fazem a barriga doer de tanto rir.

Infeliz foi a idéia de fazer uma mistureba danada. Um pouco de romance, uma colher de comédia, uma pitadinha de suspense, meio copo de ação, bata no liquidificador e tenha um resultado bem meia boca.

Os jovens atores Colin Hanks e Selma Blair, aparentam grande inexperiência em cena. Já Antonio Banderas, mesmo com tantos anos de carreira, não foi muito feliz em sua atuação.

Um dos fortes candidatos ao próximo Troféu Framboesa. Agora é só ficar na torcida!

Redação do Buteco

Cinema por quem entende mais de mesa de bar.

Comentários

  1. Vale a experiência…
    Já morei em uma cidade que não tinha duas salas de cinema, não tinha cinema, somente locadoras!
    Menos mal…penso eu, imagina a cidade sem locadoras…Ia ser muito pior! hahahaha

    O que não se pode fazer é deixar de ver, parar de assistir por isso.
    Tudo vale a pena.

    Bjão!