Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Atividade Paranormal 3

EU FICO MUITO PREOCUPADO COM OS PERSONAGENS DA FRANQUIA ATIVIDADE PARANORMAL. Parece que eles não tem empregos ou preocupações com o mundo real, pois em todos os quatro filmes da séria, existe tempo de sobra para passar horas analisando as fitas gravadas durante a madrugada. Como será que esses caras não são demitidos, afinal?

Atividade Paranormal 3 afoga as mágoas deixadas pelos dois filmes anteriores (o horroroso Atividade Paranormal 2 e o quase spin-off Atividade Paranormal em Tóquio – digo que é quase spin-off, pois a trama se passa em outro país e com outros personagens, mas quem assistiu sabe que existe uma relação com tudo que foi mostrado nos dois filmes) e recupera o prestígio do filme original, reservando cenas tão ou mais arrepiantes. O único problema é que a direção da dupla Henry Joost e Ariel Schuman, responsável pelo excelente Catfish, acaba buscando uma certa referência em O Último Exorcismo, que não é lá tão interessante assim.

A história mostra o passado das irmãs apresentadas em Atividade Paranormal e na sua sequência, contando exatamente o que aconteceu na infância das duas. O roteiro é bem conclusivo e agrada aos fãs, sedentos por entender os motivos que levaram aos ataques demoníacos vistos nos filmes anteriores. Incrível dizer que o sangue novo dos diretores conseguiu injetar um gás na série e salvar a reputação criada com o primeiro (e muito elogiado) filme.

Curioso é que mesmo depois de quatro filmes parecidos, com sequências onde praticamente “nada” acontece e nós apenas assistimos aos personagens dormindo, o público ainda não entendeu a mensagem e insiste em criticar e até mesmo conversar durante as exibições do filme no cinema, numa completa demonstração de falta de educação e respeito. Certas pessoas deveriam ser proibidas de entrar no cinema, verdade seja dita. Atividade Paranormal tem a marca registrada de usar longas cenas sem diálogos, sem ação e simplesmente mostrando o que acontece (ou não) na casa assombrada da vez. Felizmente os diretores corrigiram algumas das (várias) falhas do segundo (e pior) exemplar da série e seguraram a mão nessas cenas.

Os amantes dos sustos e dos arrepios não ficarão decepcionados. Existe pelo menos uma sequência from hell durante Atividade Paranormal 3 e que dificilmente passará em branco para aqueles que conseguem ter sensibilidade o suficiente para apreciar o conceito dos filmes. Prestem bastante atenção na cena em que uma das meninas resolve brincar de “Bloody Mary” com o amigo do pai e então eles são surpreendidos da pior maneira possível, para deleite do público.

 

Título original: Paranormal Activity 3
Direção: Henry Joost
Ariel Schulman
Produção: Oren Peli
Jason Blum
Steven Schneider
Akiva Goldsman
Roteiro: Christopher B. Landon
Elenco: Katie Featherston
Sprague Grayden
Hallie Foote
Johanna Braddy
Nota:

- Advertisement -

Comentários