Pânico no Lago 3

Tem filmes que se não servem para nos assustar ou divertir, pelo menos são campeões na arte de nos dar sono. Pânico no Lago 3 (sim, eu também não sabia que existiam tantos) consegue ser um dos concorrentes mais fortes dos tradicionais remédios para dormir. Idiota, previsível, efeitos especiais de produções para tv e um grande elenco de desconhecidos, cooperam para o desastre.

Geralmente existem belas mocinhas no cardápio do crocodilo, mas as moças da vez não tem o mínimo sal. E além de ficarem no velho senso comum de transar na lagoa e não chegarem aos orgasmos, conseguem ser menos expressivas que uma porta. Pior que tudo é o crocodilo, que nem de longe chega perto nas sobras do material do filme original.

Mas a verdade é que eu levo a letra da música Bom é Quando Faz Mal (da banda Matanza) ao pé da letra e só me contento com produções duvidosas, onde todos os personagens são sem noção, caricatos e vão acabar na boca do sapo, opa, crocodilo. Pânico no Lago 3 é daquelas merdas imperdíveis para quem não tem vergonha de perder tempo com os piores filmes do mundo. Inclusive, devo admitir que o próximo filme que irei assistir e analisar é Piranha… Preparem-se!

  • vitor silos

    Nem sabia que esse filme tinha continuações…há tempos que eu não via um cartaz de filme tão ruim hein…

    abraço

    Vitor Silos
    http://www.volverumfilme.blogspot.com

  • Anonymous

    Este é o pior filme da série.. efeitos catastróficos, o crocodilo é de pior qualidade e ainda o por cima, são mais de 1… meu Deus, que produção foi essa… o 1 e o 2 dá pra ver, mas este… misericordia!!!

  • Anonymous

    Tudo bem, eu não assistir o Pânico no Lago 3, mas já vu avisando não perca seu tempo assistindo e Analisando o Piranhas, a não ser que seja o original, pois a refilmagem é RIDICULA. Vai por mim. ;D

Tullio Dias

Dizem que sou legal, mas eles estão mentindo só para me agradar. Gosto de Molejo, acho Era Uma Vez no Oeste uma obra-prima, prefiro baixo de quatro cordas do que os de cinco, tenho um MBA de MKT Digital e um curso de Publicidade, não tenho filhos, não tenho um coração, mas me derreto por caipirinhas.