Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Educação

Mulheres serão sempre um verdadeiro mistério. É incrível a capacidade delas em mentir para um bem maior. Como diz o velho doutor House: todo mundo mente. Depois de assistir Educação, tive mais um reflexo de como as pequenas mentiras estão praticamente coladas na personalidade das garotas, tenha ela a idade que for. Mentir faz parte do íntimo feminino. Claro que se você já teve a oportunidade de conferir a produção, deve estar pensando que eu sou um machista idiota que só prestou atenção na última frase do roteiro de Nick Hornby. Não é bem assim.

No seriado House, o médico rabugento solta a pérola de que todo mundo mente. Não existe uma verdade mais absoluta do que reconhecer que em cada um de nós existe um mentiroso em larga ou baixa produção. Não importa. Todo mundo mente. Homens, como o personagem David, geralmente escondem verdades mais sérias e complexas. Agem como grandes covardes que preferem se omitir até que sejam colocados na parede. Isso sem mencionar as tradicionais escapadelas, mas não vale a pena mencionar o fato já que as mulheres também não são nenhum modelo de fidelidade. Já as meninas preferem mentir sobre momentos íntimos, tudo para não ferir o ego masculino. Isso significa que dificilmente uma mulher vai admitir que já fez alguma coisa com outro cara ou que houve alguém melhor que você. Acaba sendo uma mentira fofinha, não concordam?

- Advertisement -

Pois bem. Educação é dirigido pela dinamarquesa Lone Scherfig e além do roteiro escrito por Nick Hornby, conta com a presença de Peter Sarsgaard, Alfred Molina e a belezinha talentosa Carey Mulligan no elenco. Destaque para a atuação de Molina, que consegue arrancar risadas e ao mesmo tempo demonstra ser um pai extremamente protetor e zeloso para com o futuro da filha. O casalzinho principal tem química e a nova versão de Lolita acaba fluindo naturalmente. Claro que grande parcela de culpa se deve aos diálogos simples, objetivos e charmosos do roteirista. Para quem não reconheceu ainda, Hornby é um escritor de livros britânico, que dentre outros sucessos escreveu Alta Fidelidade e Um Grande Garoto. Esta é a primeira vez que ele é roteirista de um texto de outro autor, no caso a jornalista Lynn Barber.

Destaque para a abertura. Uma animação com uma trilha sonora empolgante dá todo aquele clima indie que caracteriza qualquer obra de Nick Hornby. Sim, eu percebi que o post é mais falando do roteirista que da história. Quem se importa com o resto quando temos um dos melhores escritores da atualidade por trás do roteiro? E como os atores cumpriram bem as suas partes, não resta dúvidas que Educação é um dos grandes candidatos ao prêmio de roteiro adaptado do Oscar 2010. Pelo menos tem a minha torcida fervorosa!

Ficha Técnica:
Educação (An Education, 2009)
Dirigido:Lone Scherfig
Roteiro: Nick Hornby
Genêro: Drama
Elenco: Carey Mulligan, Peter Sarsgaard
Trailer


Comentários