Eleição

O Cinema de Buteco é um espaço de cinema, mas a política é sempre assunto presente nos butecos e isso dá o direito de criar um post sobre um tema que gera tantas discussões. Belo Horizonte foi governada por Fernando Pimentel e Aécio Neves e agora é a vez de passar a bola para outros candidatos. Pimentel pode vir a concorrer para o governo e o Aécio deve buscar a presidência da republica. No domingo, vamos “decidir” quem será o prefeito da cidade.

Acho um tremendo absurdo e falta de noção completa o voto ainda ser obrigatório e mais ainda, ver quantos cachorros estão soltos nas ruas parlamentares. É dificil escolher entre um candidato com passado duvidoso, mas que em teoria, vai continuar o que já foi feito na cidade ou mudar radicalmente e eleger alguém que “dá para fazer”. Não fosse um espaço público, seria muito mais divertido sacanear esses dois figuras… Mas já que não quero correr riscos (hahaha, ameaça de processo basta uma vez!), vai aí o vídeo do Tom Cavalcanti sobre o Quintão.

Votem. haha

  • Fla

    hahahahahahaha

    ia falar sobre o Reckoner, mas depois desse vídeo…

  • João

    hsuahsuahsu!!
    boa tt!!
    gostamos de cinema mas somos politizados!! (ahn?!?)

  • mel

    Voto em Itaguara-Mg, mas como moro a muitos anos em Belo Horizonte gostaria de comentar a respeito.
    Não acho que Márcio Lacerda, um administrador de suas empresas sem experiência na política, seja capaz de administrar bem uma cidade com mais de 2 milhões de pessoas como Belo Horizonte.
    Mas quando se trata de um manipulador da mídia eletrônica apoiando… a história muda. Aécio Neves tinha todo interesse na vitória de Márcio (Eu logo pensei… resultado previsto.)
    Primeiro turno nem aparecia o nome do tal Márcio, só Aécio e Pimentel. No 2º turno mudaram a tática, Pimentel e Aécio quase não apareceram e o tal do Márcio continuou fazendo lá sua campanha, apresentando propostas e sendo apoiado por diversos artistas e tal.
    Jô Moraes candidata no primeiro turno teve pouco mais de 110 mil votos, apoiou Quintão, mas nem assim deu certo, o que parece na verdade é que as pessoas que a apoiaram, não votaram no Quintão o que resultou em mais votos para Márcio. Enquanto isso o tal Leonardo Quintão preferiu dar uma de coitadinho caipira ameaçado (ridículo) em vez de apresentar propostas e se deu mal.

    Márcio foi eleito.

    Quintão diz que não guarda mágoas pelas ofensas e que em união com o prefeito eleito trabalharão juntos em prol de uma cidade melhor.
    Blá, blá, blá.
    Quintão assumiu perante todos que já está em campanha. Em quatro anos as coisas mudam, mas eu acho que prefeito de Belo Horizonte Quintão não vai ser.

    Tomara que esse Márcio de realmente conta do negócio.

  • Mr. Thomson

    pra mim isso ai é gente zuando como a gente!

Tullio Dias

Dizem que sou legal, mas eles estão mentindo só para me agradar. Gosto de Molejo, acho Era Uma Vez no Oeste uma obra-prima, prefiro baixo de quatro cordas do que os de cinco, tenho um MBA de MKT Digital e um curso de Publicidade, não tenho filhos, não tenho um coração, mas me derreto por caipirinhas.