Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Instinto Selvagem

Pergunte a qualquer pessoa quem é Sharon Stone. Praticamente todas as respostas serão relacionadas ao papel de loira fatal e sem calcinha que ela fez em Instinto Selvagem. Dificilmente Sharon Stone vai conseguir algum outro papel de destaque, já que Catherine Trammel ficou marcada na história do cinema e no imaginário masculino. Claro que não, mas não seria absurdo dizer que a tara por mulheres de vestido e sem calcinha começou depois de 1992…

Dirigido por Paul Verhoeven e com Jan de Bont (diretor de Twister) na direção de fotografia, Sharon Stone e Michael Douglas realizaram um dos filmes mais sensuais já feitos. Não digo apenas pelas cenas de nudez, mas pela astúcia dos personagens criados no roteiro de Joe Eszherhas. As conversas entre os personagens vão fluindo e em momento algum é possível sentir raiva da assassina loira. Stone dá um show de interpretação. Manipula, seduz, mata e sempre consegue vender a ideia de sua inocência. Já Michael Douglas come o pão que o diabo amassou, sem nunca se dar conta que ele nunca esteve no comando do jogo.

- Advertisement -

Preste atenção na trilha sonora de Jerry Goldsmith, que recebeu indicações ao Globo de Ouro e ao Oscar. Infelizmente não faturou, mas é inesquecível e das mais marcantes ever.

Ficha Técnica:
Instinto Selvagem
(Basic Instinct, 1992)
Dirigido:
Paul Verhoeven
Roteiro: Joe Eszherhas
Genêro:
Suspense
Elenco:
Michael Douglas, Sharon Stone
Trailer

Comentários