Jericho | Cinema de Buteco
Críticas de filmes

Jericho

Fugindo um pouco do assunto e esbarrando num assunto que debati com o Lucas Paio, vou ter que quebrar a regra e criar um post atípico no CINEMA DE BUTECO. Quando a gente elaborou o blog, eu havia sugerido que não apenas o cinema fosse abordado, mas também séries de tv. Concordei com o argumento de que iriamos fugir do tema proposto, mas preciso falar sobre uma das melhores séries dos últimos tempos e que foi cancelada pela segunda vez.
É, podem dizer: “O que? A série é boa e já foi cancelada duas vezes? Qual é o seu problema, TT?”, mas quem já assistiu aos episódios de JERICHO, sabe do que estou falando. A série é estrelada por Skeet Ulrich (o namorado psicótico de Neve Campbell no primeiro PÀNICO) e serve como uma metáfora sobre o governo norte-americano atual. Com referências de LOST (outra série que MORRO de vontade de falar alguma coisa, só não falei por não ter um ponto interessante de ser discutido), a série apresenta esta cidade, Jericho, como uma das sobreviventes de um ataque nuclear nos Estados Unidos. São vários enigmas surgindo e personagens intrigantes, como Robert Hawkins, um dos responsáveis pelo ataque nuclear.
A primeira temporada alternou altos e baixos, mas o carisma dos personagens foi o fator fundamental para que os fãs criassem uma verdadeira revolta quando a série foi cancelada pela primeira vez. Usando de um termo que surge no último episódio da primeira temporada (o “nuts”), os fãs decidiram entupir a caixa de correio (é, correio. não é e.mail, é correio!) da CBS com amendoins. Foram várias toneladas, numa das ações virais mais interessantes dos últimos tempos. E deu certo! O presidente do canal disse que daria mais uma chance para o seriado e pediu, “pelo amor de Deus, parem de mandar amendoins para nossos escritórios”.
A segunda temporada foi um pouco afetada com o “vazamento” dos três primeiros episódios e com a greve dos roteiristas (que afetou toda a indústria, fazendo com que grandes filmes e seriados fossem obrigados a cessar as atividades). Quando finalmente entrou no ar novamente, a triste notícia de que no sétimo episódio, novamente, estava cancelada.
Os fãs, como não podiam deixar de ser, iniciaram uma nova campanha. Desta vez usando o termo “Don’t tread on me”, que significa: “Não pise em mim”. Agora, o objetivo é que a CBS passe os direitos da série para o canal SCI-FI e que dê continuidade aos eventos que sucedem o sétimo capítulo. Com a força que os fãs demonstraram (e olha, é realmente algo incrível! Lá nos EUA, ninguém liga se a série é boa ou ruim, eles querem é retorno. Eles querem audiência. Não sei se séries como HEROES ou PRISON BREAK tem fãs tão fiéis quanto os de JERICHO e se uma dessas séries perigar de sair da grade dos canais, não vão voltar.) na primeira investida, não duvidaria de que um acordo está prestes a ser firmado e será mais uma vitória daqueles que acreditam que o entrenimento é bem mais que sentar, ver pipoca e assistir tramas banais.
Quem quiser apoiar a causa: http://www.petitiononline.com/saveJeri/

donttreadonme42jerichoer1 Jericho

Redação do Buteco

Cinema por quem entende mais de mesa de bar.