Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Kick-Ass 2

kick ass 2 hit girl

CONTINUAÇÕES COSTUMAM DECEPCIONAR OS FÃS DO FILME ORIGINAL, especialmente quando se tratam do desenvolvimento de um bom filme. Ninguém se importa de ver continuação para Os Mercenários ou Velozes e Furiosos (ainda que as continuações das duas obras sejam muito superiores aos originais), mas quando se trata de imaginar um novo filme para Kick-Ass, a coisa se complica. Fica mais delicado ainda após tomar conhecimento que Matthew Vaughn, diretor do longa-metragem de 2010, deixou o cargo para o (semi-desconhecido) Jeff Wadlow. No entanto, mesmo com tudo jogando contra, Kick-ass 2 se revela uma surpresa tão boa (ou seria melhor?) que o filme original.

Dave (Aaron Taylor-Johnson) está passando por um período chato em sua vida após ter deixado de combater o crime nas ruas. Ele pede para Mindy (Chloe Moretz) treiná-lo, mas a orfã do Nicolas Cage acaba sendo proibida de se envolver no combate contra os criminosos da cidade. Chateado com a vida, Dave se une ao grupo de patrulheiros do Coronel Estrelas e Listras (Jim Carrey) para combater o crime. Paralelamente, Motherfucker (Christopher Mintz-Plasse) inicia a sua vingança mortal contra Dave e Mindy.

- Advertisement -

kick ass 2 jim carrey

Podemos afirmar que não existe muita classe ou sutileza no estilo de Wadlow, que parece ter estudado profundamente o cinema de Quentin Tarantino para filmar cenas de violência gráfica extremas. Se o primeiro longa já havia chocado muita gente, a continuação alopra de vez e pode deixar algumas pessoas mais sensíveis desconfortáveis. Porém, assim como na trama anterior, ainda há muito espaço para diversas piadas, o que alivia bastante a violência da produção. Em comum com os filmes de Tarantino, como o recente Django Livre, o diretor tenta convidar o espectador a se divertir enquanto os personagens promovem verdadeiras sessões de mutilações e assassinatos. Chocar o espectador comum parece ser o objetivo de Kick-Ass 2, e ele consegue sucesso nisso. Tanto que Jim Carrey se recusou a participar de qualquer campanha de divulgação, alegando que se sentiu envergonhado com a violência do filme. A diferença é que Wadlow é um nome novo no mercado e não é o Quentin Tarantino para poder se esquivar das possíveis acusações de apologia à violência.

Fora a violência excessiva (mas bem-vinda), Kick-Ass 2 acerta nas piadinhas. Em determinada cena, Dave aparece usando uma camisa amarela com os dizeres: “Eu Odeio Reboots”, opinião compartilhada pela maioria dos cinéfilos espalhados pelos bares e cinemas do mundo. As tentativas de Mindy em ser uma adolescente comum são hilárias, ainda mais ao explorar o fato de que ela não é mais uma criança e agora começa a descobrir sensações até então impensadas, como sentir tesão. Já o grupo de heróis liderado pelo Coronel Estrelas e Listras garante a diversão justamente por misturar personagens bizarros e com motivos bem peculiares para se tornarem combatentes do crime. A cereja do bolo é a vilã Mãe Russia, que representa uma ameaça letal contra a vida de todos que cruzarem o seu caminho e protagoniza uma sequência visceral envolvendo oito viaturas policiais.

kick ass 2 motherfucker

Meio que numa tentativa de “substituir” Nicolas Cage, Jim Carrey surge como o principal nome do elenco da continuação. É engraçado ver o ator participando de uma história tão violenta assim, mas é ainda mais notável a sua transformação para viver o Coronel. Méritos da equipe de maquiagem que destruiu o rosto de Carrey (tornando-o quase irreconhecível) e para (talvez) uma sutil referência ao trabalho de Marlon Brando, em O Poderoso Chefão, na maneira de falar do personagem. Mintz-Plasse, o eterno McLovin, de SuperBad, continua garantindo bons momentos. Desta vez, ele está acompanhado de John Leguizano, que interpreta o braço direito do vilão.

Kick-Ass 2 é indicado para quem sabe identificar a violência exagerada como uma versão deturpada da realidade, e não como uma grande apologia ao uso de armas para buscar justiça pelas ruas. A continuação conseguiu superar o original trazendo muito mais personagens e conflitos, e acertou ao aumentar a violência de uma maneira ainda mais chocante do que no primeiro filme. Se você ainda está assustado com aquela famosa cena em que Nicolas Cage atira na própria filha, prepare-se para ver coisas muuuuito piores. Surpreendentemente divertido, ele dosa bem o humor com o choque e tudo isso pelo carisma de seus protagonistas, Taylor-Johnson e Moretz. Aguardamos ansiosamente pela (possível) próxima aventura!

poster kick-ass 2

 

Nota:[quatro]

Comentários