The Rocky Horror Picture Show | Cinema de Buteco
Musical

The Rocky Horror Picture Show

por Fred

RHPS The Rocky Horror Picture Show

ESCREVER SOBRE THE ROCKY HORROR PICTURE SHOW não é tarefa das mais fáceis… Inicialmente, porque ao meu ver, não existe outro filme no mesmo nível do RHPS! Cult pelos adoradores de arte,RHPS consegue ser considerado o musical favorito de inúmeros fãs que superam toda a tosquidade que advém do enredo surreal e da produção trash que caracteriza o filme. O culto ao filme é tanto que o filme conseguiu o recorde de estar a mais tempo em cartaz em um cinema, e está até hoje, dizem, em um cinema em Munique passando na sessão da meia noite… Disponível e esperando alguém pra fazer a dobra temporal…

Escrever sobre o RHPS também não é fácil porque, dificilmente conseguiria colocar em um texto, toda a complexidade que o filme alcança. Pense o seguinte: Musical, Cultura Rock, 1979, Atores FODAS, Transexualismo e Trash. Conseguiu imaginar algo desse tipo? Não? Então assista o filme e me diga se esqueci de algo!

RHPS The Rocky Horror Picture Show
Partindo do começo, o filme conta a história do casal Brad e Janet que em uma viagem acabam com o pneu do carro furado em meio a uma tempestade numa estrada escura e abandonada. Ao avistarem um castelo (??) eles resolvem ir até lá e pedir ajuda. São recebidos pelos mordomos Riff Raff e Magenta e logo percebem que terão uma noite assustadora, mas ao mesmo tempo de muitos prazeres. Principalmente ao conhecerem o dono do castelo, Doutor Frank-N-Furter, o doce Travesti da Transexual Transilvânia (interpretado pelo SENSACIONAL Tim Curry, também conhecido como Gomez da Família Adams) e sua nova criação, o homem perfeito Rocky (Peter Hinwood), que foi criado certamente para realizar as vontades e desejos de seu criador!

RHPS The Rocky Horror Picture ShowAs interpretações são um capítulo a parte, Susan Sarandon, em sua beleza quase juvenil interpreta muitíssimo bem sua personagem, passando da insossa Janet cantora de “Dammit Janet“, para a delicinha de “Toucha Toucha Me“. Merecem também destaques as curiosas participações de Richard O’Brien, que faz o mordomo Riff Raff e escreveu o roteiro e as músicas do filme, e de Meat Loaf, rockeiro hard rocker boladão, que aparece como o bizarro Eddie no filme (cantando a dançante “Hottie Pattotie“), mas também é mais conhecido como o “cara dos peitos” do Clube da Luta – Bob.

Originalmente concebido para o teatro, RHPS é um daqueles filmes que não te deixam imparcial. Se não te agitam pelas músicas contagiantes, ao menos causa um impacto com o, como já disse, surreal desenrolar da história e com o visual de todo o filme. Brincando com todos os arquétipos do cinema trash, do rock e dando “pinceladas vigorosas” (ui!) no universo travesti, o filme consegue realizar uma excelente ode ao underground e um experimento artístico de primeira categoria. Amando ou odiando, RHPS vai afetar quem o assiste. Talvez por isso, haja tanta gente que até hoje interpreta as coreografias e alguns até vão fantasiados aos cinemas, quando sabem que o filme será novamente exibido.

Além de ter sempre uma peça encenando RHPS em algum canto do mundo, a série Glee já fez um episódio sobre o filme, e se mesmo após ler esse texto você ainda não ficou curioso sobre o filme, dá uma olhada na lista de curiosidades sobre o mesmo na Wikipedia! Recomendo muito!

RHPS The Rocky Horror Picture ShowTítulo original: The Rocky Horror Picture Show
Direção: Jim Sharman
Produção: Lou Adler
Michael White
Roteiro: Richard O’Brien
Elenco: Tim Curry
Susan Sarandon
Barry Bostwick
Richard O’Brien
Patricia Quinn
Nell Campbell
Jonathan Adams
Peter Hinwood
Meat Loaf
Charles Gray
Lançamento: Set/1975
Nota: RHPS The Rocky Horror Picture Show

Fred