O assassinato de Jesse James pela valente Jodie Foster

por Tyler

E nas locadoras…

* O ASSASSINATO DE JESSE JAMES PELO COVARDE ROBERT FORD

O filme já foi comentado pela Magui em outra oportunidade e lugar. Pelo que me recordo, não foram bons comentários! Mas vi um Brad Pitt bem diferente do que estou habituado. O ator incorpora o temido ladrão Jesse James e demonstra maturidade e serenidade, que só grandes atores conseguem passar para o público.
São duas horas e meia de uma história que mais parece um relatório que um filme. A impressão que tive ao ver o poster, era de um filme de ação no estilo velho-oeste, sei lá. Não é o que acontece. É um drama morno, narrativa é o ponto alto da produção, que foi indicada ao Oscar de melhor ator coadjuvante (Casey Affleck). Mas nem isso tira o brilho do filme, já que a narração acaba sendo envolvente e mostra a triste história que resultou no fim de Jesse James e eventualmente, de seu carrasco, Bob Ford.
Eu recomendo!

* VALENTE

Se você tiver o gosto parecido com o meu, certamente deve ter torcido o nariz para o filme novo da Jodie Foster. Nem mesmo a curiosidade de ver o Naveen “Sayd” Andrews ao lado de Foster, tinha me animado. Claro que o título não ajuda muito, né? Afinal de contas, quem é que vai parar para ver um filme chamado “VALENTE“?
Por acaso o filme chegou nas minhas mãos (é, em dvd… na locadora! Eu não ia perder meu tempo com download, né?) e resolvi assistir, não tinha nada melhor para fazer mesmo… Dirigido por Neil Jordan (Entrevista com o Vampiro), “BRAVE ONE” (pára que vou continuar usando o título porco que batizaram o filme, né?) é a história de uma locutora que tem a vida (e a cara) destruída por um bando de sequelados latinos (quando o preconceito não cai sobre os muçulmanos, o esteriotipo do ladrão cai nos “Gonzalez” da vida…) que a espancam e matam o marido (que era o Sayid, em uma participação relâmpago no longa). Acontece da mulher pirar o cabeção e resolver fazer justiça com as próprias mãos.
Claro que tudo acontece com uma boa explicação: a maioria dos atos valentes (haha, não resisti) que a personagem faz no decorrer do filme, significaram a sua sobrevivência. Ou seja, ela tinha que escolher entre ela ou o vilão. Tinha tudo para ser um grande pé no saco, mas acaba que a história criada por Neil Jordan é interessante e prende a nossa atenção. Tudo não passa de uma crítica para os responsáveis por nossa segurança, mas é o tema da moda. Todo mundo quer dar o seu palpite, mostrar sua opinião e nos dias atuais, todo mundo quer ver filmes sobre o medo que sentimos. Nada mais justo.
Recomendo!

Lara Croft das ruas…

ps: tô em clima de review mesmo!! Muitos filmes e pouca vontade de falar muito sobre apenas um… acontece! haha, valeu todo mundo que acessa aqui! o
ps2: post dedicado pra Bella! o/

Tyler