O Código Da Vinci

por Wendel

Depois de malhar loucamente oAnjos & Demônios, estou de volta pra falar sobre o Códio Da Vinci! Antes de mais nada, admito que fui um fã dos livros do Dan Brown, até perceber que todos usavam a mesma fórmula e não tinham nada de mais! Tirando a polêmica, é claro! Mas vamos ao filme!Antes de falar qualquer coisa sobre o filme, devo ressaltar que, se você leu o livro, o filme é uma merda. Se você não leu o livro, o filme é… satisfatório. Vale até dizer que é bom.

Tudo começa quando o curador do Museu do Louvre Jacques Saunière (Jean-Pierre Marielle) sofre um atentado que tira sua vida. Porém, antes de morrer, ele monta com seu próprio sangue um quebra-cabeça que somente 1 pessoa poderia montar. E assim, Robert Langdon (Tom Hanks) entra na história, junto com a neta do curador, a bela Sophie Neveu (Audrey Tautou). Robert vai ao local do crime a pedido do Capitão da Polícia Francesa Bezu Fache (Jean Reno).

Após descobrir o enigma, Robert fica sabendo que a polícia suspeita dele e começa a correria do filme.Com isso, vem uam sérire de revelações à respeito do Cristianismo, Maria Madalena, Jesus (não o da Madonna), o Santo Graal, A linhagem Sagrada de Cristo, os Templários e, principalmente o Priorado de Sião, que o curador do Louvre, junto com Da Vinci, Isac Newton, entre outros famosos da história, faziam parte. O filme passa por vários lugares históricos/famosos/turísticos, assim como cita diversas obras de arte como a Monalisa e a Santa Ceia.Nessa correria, junta-se a dupla um velho amigo de Robert o Sir Leigh Teabing (Ian McKellen), que os ajuda a desvendar a série de enigmas e quebra-cabeças impostos a dupla pelo falecido curador. Nesse ponto, o assassino do curador, o jovem Silas (Paul Bettany), entra na perseguição pelos 3 assim que descobriu que o curador lhe passou uma informação fake.

Depois é revelado que o jovem Silas foi cedido como ajuda pelo Bispo Aringarosa (Alfred Molina), que por sua vez foi tapeado por ninguém mais ninguém menos que Sir Leigh! O mesmo prometeu ao Bispo destruir tudo que eles encontrassem relativo ao Santo Graal para não haver risco de derrubar a igreja caso viesse a tona. Sir Leigh estava por trás de tudo! Depois de revelar o mandante de tudo, a dupla finalmente consegue descobrir o segredo que o curador guardou até o fim de sua vida (o mesmo segredo que Sir Leigh queria revelar ao mundo). Sophie possui sangue de Cristo! Ou seja, ela é da linhagem real “Jesus s2 Maria Madalena”! :O Mas não pára por aí! Depois de se despedir dela, Robert volta para Paris e num insight, ele descobre onde estão os restos mortais de Maria Madalena! No Louvre! FIM! 😀

 

Bom, depois desse humilde resumo, vamos as pauladas que a adaptação merece.No filme, Jaques Saunière não é avô de verdade de Sophie, assim como a coroa que eles encontram no fim do filme. Eles DESAPARECERAM com um Criptex no filme! Ok, se tivessem os 2 no filme ficaria longo demais, mas o modo como eles desvendam os 2 no livro é magnífico! *o* A relação de Bezu Fache, Bispo Aringarosa e Silas também é diferente no livro. No filme não tem também o romancezinho entre Robert e Sophie. Dentre uma série de enigmas que eles também cortaram no filme, a falha MAIS CRUEL foi que Anjos & Demônios vem depois do Código Da Vinci! Isso é um absurdo pros livros! Durante o Código, Robert tem várias lembranças sobre o ocorrido no Vaticano! Inclusive, ele só foi chamado para verificar o problema do Louvre devido ao seu histórico no Vaticano!

OK, concluímos o seguinte: o filme não é de todo ruim. É apenas… um filme como outro qualquer. As interpretações ficaram plausíveis, longe de serem boas. Tom Hanks estava bem melhor no Anjos & Demônios. Acho que o que mais pecou na adaptação do Código, foi o excesso de informações que era preciso passar pros espectadores sufoca a interpretaçãos dos atores. Como eu disse no começo do post, se você leu o livro, vai se decepcionar. Se você não leu o livro, será um bom filme, mas se você for ao banheiro ou pegar pipoca, vai se perder na certa! Acho que o único ponto positivo do filme para quem leu o livro, é poder visualizar boa parte da aventura do nosso querido professor Langdon! Lembro que quando li o livro pela primeira vez (sim, li mais de 1! 3x pra ser exato) ficava imaginando como seriam os lugares! Nesse ponto, o filme salva.Portanto, fica aí minha dica faca-de-dois-gumes!
FICHA TÉCNICA DA PELÍCULA:
Nome Original: The Da Vinci Code

Direção:Ron Howard

Produção: Brian Grazer
Roteiro: Akiva Goldsman
Elenco: Tom Hanks
Audrey Tautou
Ian McKellen
Jean Reno
Paul Bettany
Alfred Molina
Lançamento: Maio/2006

Duração: 168min

Nota do Buteco: 2 Caipirinhas (e tá muito bom!)

  • João

    preguiça desse filme. ron roward não é diretor de ação/triller!
    ian mckellen é que arrasa mesmo!

  • Fla

    eu gostava do dan… hahahaha

  • Junnel

    concordo plenamente que este filme, pra quem leu o livro, serve apenas como ilustração dos lugares e etc.

  • Wendel Wonka

    NO fundo no fundo, o filme é bem razoável pra quem leu o livro e mt bom pra quem não leu! o/

    Realmente, é difícil ver livros bem adaptados =/

    Quero só ver a cagada q vão fazer com A Menina Que Roubava Livros! xD

Wendel

Wendel Wonka largou o curso de Letras Port/Inglês na UERJ pra trabalhar como Técnico Telecom na Oi. O hobbie de DJ acabou virando profissão alternativa e às vezes ganha um trocado com isso. No meio disso tudo, faz resenhas críticas (ou não) e revisão de texto no CdB. Ah, também está tentando o vestibular de novo, só que pra ADM. Faz parte do site desde a sua formação Beta e integra a ala carioca do Buteco (e queria colocar uma foto na horizontal).