Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Os Goonies

Quem foi criança na década de 1980 tinha uma certeza: queria ser um Goonie. Imagine juntar um grupo de amigos, um mapa do tesouro, uma série de perigos pelo caminho, uma família mafiosa com ascendência italiana, piratas e a entrada para o mundo adulto. O filme é de 1985 e teve o argumento e a produção executiva de Steven Spielberg que – ame-o ou odeie-o, fez um trabalho marcante em Os Goonies.

Os amigos Mickey, Bocão, Bolão e Dado estão prestes a se separar, já que seus pais terão de vender suas casas a uma empreiteira. No último dia juntos, encontram um mapa e partem em busca do tesouro do pirata Willy Caolho. No caminho, juntam-se a eles Brand, irmão de Mickey, e as garotas Andy e Stef. Enquanto seguem as orientações do mapa, eles enfrentam os Fratelli, liderados pela Mama, que dirige a família com mão de aço. Dos Fratelli, só se salva Slot, o irmão rejeitado, que encontra a amizade verdadeira ao lado do Bolão e, assim, dá uma mini-lição de moral sobre inclusão social e convivência com as diferenças.

- Advertisement -

Há partes muito legais em Os Goonies. Como quando os Fratelli capturam o Bolão e resolvem torturá-lo para que conte sobre o tesouro. Bolão, chorando, conta toda a sua vida e as coisas que aprontou na escola e na vizinhança. Jake Fratelli escuta, fascinado. E tem as armadilhas de Willy Caolho, o órgão feito de ossos, Bocão apresentando para a empregada Rosalita, em espanhol, as normas da casa de Mickey, o primeiro beijo de Mickey e a música tema de Cindy Lauper.

Os Goonies é o quarto filme de Corey Feldman, um dos atores queridinhos da década de 1980, que participou também do vampiresco Garotos Perdidos, do road Conta Comigo e do divertido Sem licença para dirigir, todos filmes voltados para o público infanto-juvenil.

É um típico filme de Spielberg, com todo mundo feliz no final, depois de muitas peripécias. Willy Caolho, o pirata, é a chave para unir ainda mais o grupo de amigos e mudar a vida de todos eles. Não é à toa que, na saída da caverna do pirata, todos os Goonies passam por um buraco na parede, algo que é quase literalmente um renascimento.

Pra quem viveu a infância na década de 1980, é impossível rever o filme sem se emocionar com a busca dos Goonies.

Comentários