Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Os Lordes de Flatbush

OS LORDES DE FLATBUSH É UM FILME DO CORAÇÃO. Belas atuações e um baixíssimo orçamento. Obra simples e com um roteiro pouco elaborado. Se tem Stallone no meio, pra quê narrativa mirabolante?

Os Lordes de Flatbush

O filme tem aquela pegada “tempos da brilhantina”: uma cara rebelde sem causa dos anos 50. Os Lords eram a gangue mais famosa do Brooklyn e era formada por quatro amigos. Se alguém lhes perguntasse, era apenas um clube social atlético, mas só jogavam sinuca e davam umas porradas por aí. Com todo o estilão de James Dean, os quatro topetudos corriam atrás das garotas de saia rodada e aprontavam suas confusões pelo bairro afora.

- Advertisement -

Os Lordes de FlatbushStallone interpreta Stanley Rosiello que usa jaqueta de couro com o logotipo dos Lordes, arruma seu topete o tempo todo, brinca de dar porrada nos amigos, toma gemada, cria pombos e vive um flerte com Fran. É engraçado ver Sly no papel de garotão de colegial. Você pensa: “esse cara não é marmanjo demais pra ser moleque no filme?”. Vale mencionar que Chico “profetiza” o futuro do Garanhão Italiano: o chama de Rocky Marciano, o boxeador que inspirou o eterno Balboa.

Assim como os filmes da época, havia a comparação entre o caso perdido e a mocinha de família que não transa. Enquanto Stan engravida Fran e se vê obrigado a casar, Chico se apaixona por Jane, a mocinha comportada do filme. Eram apenas moleques com má fama na escola, os arruaceiros do bairro, mas a responsabilidade da vida adulta vai chegando e eles não sabem como reagir.

Os Lords de Flatbush é um filme legal, daqueles que dá vontade de rever várias vezes. Só não crie muita expectativa. Detalhes brilhantes não podem passar despercebidos: diálogos legais, atuações geniais e uma trilha sonora perfeita para entrar no clima. Três caipirinhas por um clássico esquecido, mas que ajudou a complementar o portfólio do grande Stallone antes de se tornar Rocky Balboa.

Os Lordes de Flatbush Poster

 

Nota: [tres]

Comentários