Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Poder Sem Limites

O FOUND FOOTAGE JÁ ENCHEU O SEU SACO? O meu, talvez. Felizmente Poder Sem Limites, de Josh Tank, é inteligente o suficiente de oferecer uma visão diversificada do estilo, que praticamente virou um gênero após tantas e tantas produções, como Filha do Mal, Atividade Paranormal, The Tunnel, entre várias outras. O diferencial é que não se trata de um filme de terror ou de uma comédia (como o engraçado Projeto X). O tema da vez é justamente os super-heróis.

Poder Sem Limites conta a história de Andrew, um jovem nerd que é a vítima número 1 do bullying dos colegas. Como se não bastasse o sofrimento com uma mãe doente e um pai pudim de cana, o moleque arruma uma câmera (ainda que sem o menor propósito) e passa a filmar toda sua rotina na escola. Ele é convidado para uma festa e junto de outras duas pessoas, acaba descobrindo um estranho buraco sinistro que bagunça o corpo e a mente dos três jovens, que adquirem poderes especiais.

- Advertisement -

A vida de Andrew se transforma e ele passa a ser mais que apenas a vítima favorita dos valentões. Enquanto ele e seus dois amigos aprendem a controlar e evoluir seus poderes, a sua auto-estima vai crescendo até que as coisas passam a fugir do controle e Andrew demonstra ter uma forte inclinação para o, digamos, lado negro da Força.

Além de ser uma trama diferente e que não privilegia o susto, Poder Sem Limites inova o estilo ao ter inteligência o suficiente de modificar a utilização da câmera, que acaba sendo manipulada mentalmente por Andrew. Isto significa que a câmera não estará sempre na mão do personagem, mas que poderá filmar a ação de cima para baixo, de uma distância considerável e até mesmo se movendo ao redor dos personagens. Toda essa técnica oferece sequências eletrizantes, como a parte em que os personagens aprendem a voar e quase são atropelados no céu.

O desenvolver da trama pode ser previsível, com Andrew representando um perigo para todos, mas a história é tão envolvente que isso não faz a menor diferença. O mesmo pode ser dito dos efeitos especiais meio capengas, mas que estão em perfeita sintonia com o filme de Tank. Para os fãs de filmes de heróis, Poder Sem Limites é uma bela surpresa e mostra que com criatividade é possível encontrar soluções interessantes para criar projetos que abusam de um estilo saturado e mesmo assim conseguem divertir.

Nota:

Comentários