Prazo Final (Deadline – 2009)

O poster de Deadline chega a ser mórbido de tanta semelhança com a vida real. Nele, a atriz Brittany Murphy está morta dentro de uma banheira. O tal poster acabou sendo barrado e retirado de circulação, logo que a atriz foi encontrada morta em sua casa. Deadline foi um de seus últimos trabalhos, e o resultado é um interessante drama psicológico.

Alice (Murphy) é uma roteirista que passa por um período conturbado. Além de não conseguir finalizar o seu último trabalho, ela ainda sofre com os abusos de seu ex-namorado. Buscando refúgio, ela vai passar alguns dias numa casa abandonada e lá descobre pistas de um crime macabro.

Vendido como mais um longa-metragem de suspense, Deadline consegue prender a atenção do espectador de uma maneira que fica difícil ignorar o filme e não se importar com o que vai acontecer com a personagem à medida em que ela vai assistindo aos vídeos dos antigos moradores da casa. A ansiedade é um recurso relativamente simples e banal, mas que quando usado da maneira correta é extremamente eficaz. Palmas para o estreante diretor/roteirista Sean McConville, que mesmo criando um roteiro previsível, conseguiu manter a história num ritmo cadenciado e cativante.

Merece duas caipirinhas.

Tullio Dias

Dizem que sou legal, mas eles estão mentindo só para me agradar. Gosto de Molejo, acho Era Uma Vez no Oeste uma obra-prima, prefiro baixo de quatro cordas do que os de cinco, tenho um MBA de MKT Digital e um curso de Publicidade, não tenho filhos, não tenho um coração, mas me derreto por caipirinhas.