Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Preciosa

Sem dúvidas, Preciosa conta uma das histórias de vida mais tristes e sofridas que já vi retratada no cinema. Acho que as comparações com Um Sonho Possível foram descabidas, afinal não há como uma personagem como Precious ganhar um final feliz. Não depois de ser estuprada pelo próprio pai e ter ficado grávida de duas crianças; não depois de crescer em um ambiente violento, onde a mãe constantemente a espancava e ofendia; não em uma escola onde ela era motivo de chacota; e principalmente, por além de ser analfabeta e pobre, ela era gorda e negra.

O filme de Lee Daniels (candidato ao Oscar 2010) consegue arrancar suspiros e nos força a refletir sobre o valor que nós não damos para nossas próprias vidas. Dos vários outros filmes que servem como lição de vida (À Procura da Felicidade por exemplo), nenhum conseguiu captar a crueza da vida real da forma que Daniels e seu elenco semi-desconhecido. Gabourey Sidibe dá um show de interpretação daquela que poderia ser a prima pobre de Amelie Poulain, já que durante os momentos dificeis ela simplesmente se transforma em uma artista talentosa e de tremendo sucesso. Uma autêntica viagem para o interior de nosso inconsciente, um local onde nós podemos ser exatamente aquilo que desejamos. Livres da realidade incomoda e dolorosa.

- Advertisement -

Além da atriz principal, vale a pena conferir a presença de dois artistas do mundo pop: Lenny Kravitz surge como um enfermeiro charmosão e Mariah Carey surpreende demais como uma assistente social. Bem curioso imaginar que depois de Glitter, a cantora ousaria fazer outro filme e conseguiria bons reviews de seu papel. Acontece realmente de tudo nesse mundo. Tanto que a outra atriz do filme é mais conhecida por seus papeis na comédia. A comediante Mo’Nique surge como uma mãe descontrolada, que culpa a filha por seus próprios fracassos. Mais uma vez fica provado que os comediantes conseguem se dar bem em filmes sérios, já que o reconhecimento veio com a indicação ao Oscar de atriz coadjuvante.

Preciosa não é um filme técnico. Seu trunfo maior está concentrado nas emoções transmitidas pelos personagens, graças ao talento e carisma dos atores principais (incluindo Mariah Carey). Existem momentos de humor, mas é no drama e na luta de Precious em conseguir ser uma pessoa melhor que o filme se concentra. Assista preparado para chorar litros e mais litros.

Quatro caipirinhas!

Ficha Técnica:
Preciosa (Precious, 2009)
Dirigido: Lee Daniels
Roteiro: Geoffrey Fletcher
Genêro: Drama
Elenco: Mo’Nique, Paula Patton , Gabourey Sibibe
Trailer

Comentários