Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Filme Sex and The City

Jão fez um bom post falando da versão cinematográfica do seriado que foi um dos maiores sucessos da tv. Mas preciso discordar de alguns pontos. Fato é que existem cenas engraçadas e é um bom filme para aqueles que não são iniciados na história das quatro amigas, mas acontece que ele realmente parece querer ser um “Diabo Veste Prada“. As comparações são inevitáveis, exceto no que diz respeito ao figurino, que aqui não me parecem tão elegantes, beirando o brega. Exagerado demais.

Se o amigo Jão acompanhasse a série (que por sinal, é um grande guia do sexo e de como compreender um pouco mais as garotas), iria se sentir triste com a produção. Foram tantas negociações, brigas envolvendo Sarah Jessica Parker e Kim Cattrall, longa espera para um resultado tedioso. Tudo que era bom na série, o lance de “independent woman” se transforma num conto de fadas que fica naquele momento tenso que antecede a meia noite e tudo começa a dar errado, até que a fada madrinha surge com uma grande ampulheta (isso me lembra o tosco SUPER HERÓI – O FILME) e o tempo pára.

- Advertisement -

Faltou mais ousadia. Sex and the City não é um conto de fadas. Tem que ser bonitinho sim, mas real. Denso. E não uma história romântica de segunda categoria. Adorava a série, mas o filme… é meio que as adaptações do Harry Potter.
Não recomendo para os iniciados. Recomendo um pouquinho para quem quer ver alguma comédia romântica que sirva para distrair. Aliás… foram as DUAS HORAS E DEZESSEIS MINUTOS mais longas da minha vida.

Ficha Técnica:
Sex and The City (2008)
Dirigido: Michael Patrick King
Roteiro: Michael Patrick King
Genêro: Comédia Romântica
Elenco: Sarah Jéssica Parker , Kim Cattrall ,
Trailer

Comentários