Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Stallone Cobra

STALLONE COBRA É UMA DAS MAIORES REFERÊNCIAS DO QUE É UM MACHO DE VERDADE. Cobra não tem medo, seduz as mulheres, usa jaqueta de couro e óculos estilo aviador, vira palito com a boca, assusta os bandidos, sai ileso, dirige um baita carro e se alimenta bem.

Marion Cobretti é um policial taxado de “últimos da lista”, que só é convocado para o trabalho quando ninguém mais consegue resolver o problema. É claro que ele nem sempre espera o chamado de sua equipe para enfrentar os meliantes da cidade. Cobra (seu apelido) é chamado para deter um assassino de uma seita que está aterrorizando a cidade. O matador está atrás da gata do filme, a top model Ingrid. Cobra protege a mocinha que está correndo risco de vida e se arrisca por ela. Não é spoiler, mas precisa falar o resultado disso tudo?

- Advertisement -

Cenas incríveis e diálogos memoráveis. O filme de 1986 veio dois anos depois de um outro filme muito macho: O Exterminador do Futuro, de James Cameron, e com Arnold Schwarzenegger. É o clichê do cara macho e indestrutível que salva a garota indefesa, e a gente não cansa de ver.

O filme é um marco da Sessão da Tarde/Cinema em Casa. Além de ser  Rocky Rambo, o nosso querido boca torta também foi Cobra e marcou a vida de muita gente. Como não se lembrar de “Você é a doença, eu sou a cura.”? É normal ver uma galera falando mal de alguns roteiros do Sly, mas pra quê um filme tão bem elaborado quando se tem ação pra caramba, frases inesquecíveis, testosterona e o Stallone cheio de estilo?

Stallone Cobra é um filme pra você assistir e ficar tenso praticamente o tempo inteiro. É clássico, é macho, é Stallone. Cobra não bebe nada alcoólico, mas merece 4 caipirinhas sem açúcar e muito limão azedo. Macho que é macho não faz cara feia.

Nota:caip4 Borat   O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América

 

Comentários