Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Tiras em Apuros

O que mais gosto nessa vida de manter um blog sobre cinema, é quando gosto de um filme que a maioria das pessoas falou mal. Uma das políticas do Cinema de Buteco é que cada pessoa tem a sua opinião e portanto vale a pena falar de filmes repetidos e criar uma boa discussão e refletir um pouco mais sobre a qualidade de uma produção. Em Tiras em Apuros, a discussão rola solta. De um lado um monte de gente falando que o filme é muito ruim (até mesmo o diretor deu umas declarações estranhas sobre o que achava do longa) e de outro, uma boa parte elogiando e comentando sobre as várias cenas engraçadas que Bruce Willis e Tracy Morgan protagonizam. Não sei se para o bem ou para o mal, estou incluso nesse segundo grupo. Tiras em Apuros definitivamente está longe de ser o melhor filme da carreira de Kevin Smith e o roteiro ficou nas mãos de uma dupla chamada Robb Cullen e Mark Cullen, ou seja, apesar de existirem, não espere encontrar as piadinhas geniais e nerds de Smith em todas as cenas.

Afinal de contas, o que torna um filme engraçado ou não? Tiras em Apuros me fez rir muito. Logo no começo acontece uma sequência de homenagens a grandes clássicos do cinema (incluindo Duro de Matar) e só mesmo uma pessoa que consegue dar azia em sonrisal para não achar graça das patéticas tentativas de Paul (Morgan) em conseguir bancar o policial malvado. Bruce Willis é um ator que consegue conciliar o humor com a porrada de uma maneira que poucos conseguem. Ele transpira ironia e indiferença. O diretor conseguiu pegar o melhor da dupla e homenageou grandes filmes de ação dos anos 80/90 de uma maneira muito interessante. Claro que existem momentos forçados e que poderiam ser descartáveis, mas quem foi que disse que uma comédia não pode ter exageros? Se é comédia, a única obrigação é fazer rir e isso, Tiras em Apuros consegue fazer.

- Advertisement -

Tiras em Apuros conta a história de dois policiais desastrados que acabam suspensos depois de uma série de incidentes. Jimmy (Willis) fica sem dinheiro e decide vender uma figurinha rara de beisebol para conseguir pagar o casamento de sua filha, mas acaba sendo roubado por um ladrão maluco (Sean William Scott). Decidido a recuperar a figurinha e evitar que o novo marido de sua ex-esposa pague o casamento, Jimmy e seu parceiro (Morgan) acabam descobrindo que a figurinha está nas mãos de um perigosos gangster. Diversão garantida.

Comentários