Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Um Sonho Possível

Durante uma cena de Um Sonho Possível, Miss Sue (Kathy Bates) compara a vida de Michael Oher à do personagem principal do clássico Grandes Esperanças de Charles Dickens. A comparação não poderia ser melhor. Tanto Pip quanto Oher tiveram uma grande sorte de encontrar as pessoas certas em suas vidas. Pessoas que acreditaram em seu potencial e investiram na base para a construção de uma vida de sucesso. A única diferença é que Pip não é um personagem da vida real e não virou um jogador profissional da NFL.

- Advertisement -

Michael Oher declarou que, apesar de ser um bom filme, não é tudo 100% fiel. “É Hollywood”. Mas a verdade é que fica praticamente impossível não se render ao longa-metragem dirigido por John Lee Hancock. Parte disso se deve à boa atuação da atriz Sandra Bullock, que foi, inclusive, indicada ao Oscar de 2010 por sua participação. Destaque para a introdução, onde em uma longa narração em off, Bullock explica detalhadamente sobre o significado do termo “blind side” (que dá o título original do longa).

O filme tem os seus defeitos, claro. Por exemplo a opção de utilizar uma cena que se passa dois anos depois do começo da jornada do personagem. Não existe um motivo que torne necessário mostrar Michael Oher sendo interrogado. Tudo isso só cria uma expectativa falsa nos espectadores desavisados, que tem a certeza de que o personagem está em sérios apuros. Existem outros momentos clichês, mas em geral, graças ao carisma dos personagens, acabam sendo aceitáveis e não implicam em nenhum outro ponto (realmente) negativo no desenvolvimento da história.

Assim como fiz em O Mensageiro, quando comparei o filme com Amor sem Escalas e Guerra ao Terror, podemos repetir a dose citando as semelhanças entre Um Sonho Possível e Preciosa. Ambos possuem personagens negros no papel principal e cujas vidas são muito duras, além claro, de serem baseados em histórias reais. São duas histórias bonitas de superação e que acabam servindo como histórias de exemplos de vida para todos aqueles que acham que suas vidas são dificeis. A maioria de nós reclama de barriga cheia e ver um filme desse, só reforça a tese. São quatro caipirinhas!

ps: reparem que na cena em que as crianças visitam uma livraria, o livro que está nas mãos de Collins é Onde Vivem os Monstros

Ficha Técnica:
Um Sonho Possível (Blind Side, 2009)
Dirigido: John Lee Hancock
Roteiro: John Lee Hancock
Genêro: Drama
Elenco: Sandra Bullock
Trailer

Comentários