Indie 2010!

por João

No (bonito) texto de apresentação do Indie deste ano, diz-se que o festival é um estado de espírito. Grande verdade. Época de Indie dá vontade de ver filmes mais que nunca. Vão fazer falta as intermináveis filas do Usina Unibanco, lugar que foi sempre tão característico do evento. Mas houve também a inclusão de um novo espaço de exibições (no Teatro do Oi Futuro Klaus Vianna), e a programação deste ano promete.

Retrospectiva do aclamado diretor Tailandês Apichatpong Weerasethakul (Palma de Ouro em Cannes no Ano passado), que exibe o IMPERDÍVEL Mal dos Trópicos considerado o terceiro melhor dos filme dos anos 2000 pela Cahier du Cinéma (atrás de Cidade dos Sonhos e Elefante); A já tradicional Mostra Mundial tem, entre outras coisas a “continuação” de Felicidade, A Vida Durante a Guerra do sempre polêmico Todd Solondz; além dos também já conhecidos Música do Underground (The Family Jams é documentário com Devendra Banhart) e Indie Brasil (com sinopses especialmente atraentes – dá vontade de ver todos… mesmo).

E por último uma retrospectiva que me deixou curioso: Kiyoshi Kurosawa, diretor japonês com 23 filmes na programação. Fica a dica.

É isso! Como sempre, bom Indie pra todos nós. Acompanhem algumas resenhas aqui no CB. Pra outras coberturas do Indie clique aqui. E pro site oficial para a programação completa aqui.


  • Lulu Wonka

    é uma pena que trabalho o dia todo e só vou poder ver alguns!

João

Filósofo, arte educador, amante de cinema, funk carioca e de uma boa conversa acompanhada de cerveja.