Trailer: Noé

Darren Aronofsky está dividindo a opinião do público e da crítica. Enquanto tem gente dormindo nos cinemas por não apreciar a visão do cineasta, outros ficam apaixonados pela maneira como a história bíblica é apresentada na produção.

Bem típico das obras do diretor, diga-se de passagem. Para todo mundo que ainda não acompanhou a obra, eis uma bela oportunidade. Aproveite para ler a crítica do Leonardo Lopes aqui no Buteco.

noe cartaz

Tullio Dias

Dizem que sou legal, mas eles estão mentindo só para me agradar. Gosto de Molejo, acho Era Uma Vez no Oeste uma obra-prima, prefiro baixo de quatro cordas do que os de cinco, tenho um MBA de MKT Digital e um curso de Publicidade, não tenho filhos, não tenho um coração, mas me derreto por caipirinhas.