5 grandes personagens femininas nos games

Infelizmente o universo dos videogames é praticamente dominado por homens como protagonistas. Salvo algumas exceções, vários jogos colocam mulheres num papel secundário ou de importância quase nula. Muitos jogos até perpetuam uma viés machista e misógino, tratando personagens femininas como uma recompensa ao herói. Até quando um título possuí uma personagem feminina como protagonista, a mesma se torna uma versão masculina do herói,algo que não ajuda a reforçar a importância de personagens femininas nos jogos eletrônicos.

Anita Sarkeesian, uma importante feminista que atua no cenário da cultura pop, nos diz o seguinte sobre personagens femininas em videogames:

“Um estudo recente revelou que apenas cerca de 4% dos títulos modernos são desenhados exclusivamente em torno de uma mulher em um papel principal. Uma vez que homens são ainda padrões para protagonistas, o raro enredo do “Cara em Apuros” não contribui em nada para a longa tradição de gêneros em narrativas… talvez mais importante, donzelas em apuros tendem a reforçar preconceitos retrógrados de que mulheres são fracas ou precisam de proteção por causa do gênero delas, enquanto histórias com os ocasionais personagens masculinos impotentes não perpetuam nada de negativo sobre homens, uma vez que não existam preconceitos sobre homens sendo fracos ou incapazes por causa do gênero deles.”

Então, tendo a vista a escassez de personagens femininas no universo dos videogames; separei 5 jogos nos quais elas são importantes e não agem em função de um herói. Personagens que gostaríamos de ver cada vez mais nos jogos atuais, seja pela representatividade ou para quebrar um estereótipo há anos arraigado na cultura pop (no qual os videogames fazem parte).

Ellie – The Last Of Us

personagens femininas nos games

The Last Of Us é um marco na indústria dos videogames. Assim como o jogo The Walking Dead, é um jogo cuja primazia está em contar uma boa história e nos mostrar personagens interessantes. Ellie é uma adolescente de 14 anos que, junto com Joel, parte em uma jornada na tentativa de “salvar” a raça humana. Ela é imune a uma doença provocada por um tipo de fungo que atinge seres humanos e praticamente erradicou quase toda a espécie humana. E Joel, um mercenário que perdeu a filha há 20 anos, reencontra em Ellie a tentativa de recuperar parte da sua “humanidade”. Ambos precisam chegar a um destino, no qual Ellie será utilizada para produzir uma vacina capaz de imunizar as pessoas contra os fungos mortais.

Considero uma das personagens femininas mais importantes da indústria de videogames. Ellie tem personalidade forte, marcante e sua história possui um feedback muito triste. Na dlc do jogo, Left Behind, ela possui uma forte relação de amizade com Riley.Ambas são crianças descobrindo aquele mundo sem vida e que no passado havia muito a mostrar. Agora, o que resta são entulhos e história que poderiam ser contadas. Left Behind trata também da descoberta de sentimentos da personagem e até da sua sexualidade. Existem interpretações cabíveis, mas pode-se dizer que Ellie é a primeira adolescente homossexual em mundo pós apocalíptico no universo dos videogames. E é muito bem representada, sem cair em clichês ou estereótipos.

Disponível Playstation 3 e Playstation 4. Lançamento: 14/06/2013

Clementine – The Walking Dead (primeira, segunda e terceira temporada)

clementine the walking dead

Apesar de não ser a protagonista da primeira temporada do jogo da Telltale, Clementine é de longe a personagem mais importante da história. Em TWD (temporada um) você controla Lee, um fugitivo da polícia que encontra por acaso uma criança em uma casa abandonada. A partir daí, Lee e Clementine estabelecem uma relação praticamente de pai e filha durante toda a história. Você quer proteger Clementine de toda a situação de perigo, daquele mundo inóspito e da maldade humana que os cerca. O jogo, fortemente inspirado na HQ, nos traz personagens humanos e bem desenvolvidos. E certas situações e escolhas são tão difíceis, causam tanta dor que faz parecer a série de tv um programa do Barney – o Dinossauro. Clementine vai amadurecendo durante o jogo e aprendendo a sobreviver naquele universo. Na segunda temporada, com a ausência de Lee, ela é a protagonista. Uma personagem forte e marcada pelo eventos passados. Na terceira temporada, já adolescente, Clementine se vê diante de situações mais absurdas e difíceis.

Apenas quem jogou TWD sabe o quão importante foi a relação entre Lee e Clementine durante o jornada. Algo que chegava a doer, visto que as coisas quase sempre não terminaram bem. Clementine é importante pela perspectiva de criança diante de um mundo dominado por zumbis e pessoas que perderam sua humanidade.

Disponível Playstation 3, Xbox 360, Playstation 4, Xbox One, celulares e PC. Lançamento (primeira temporada): 24/04/2012

Abigail “Fetch” Walker – Infamous: First Light

Um dos bosses do jogo Infamous Second Son agora em sua própria história. First Light nos mostra o treinamento da personagem Fetch pela vilã do jogo principal e a partir daí relembramos seu passado conturbado no mundo das drogas, no qual seu irmão ainda estava vivo. Fetch, que possui o poder de controlar “luzes de neon” teve um irmão traficante de drogas e ela mesmo era usuária. Então, prepara-se para algumas“viagens” no decorrer da jogatina.

Eu escolhi Abigail por ela ser forte e independente. Uma personagem que, em certos momentos se encontra no fundo do poço, mas que logo emerge em busca de vingança e redenção. E mesmo com uma narrativa simples; com uma história de traição e vingança, pode-se até dizer que temos aqui uma personagem com aspectos “Tarantinescos”.

Disponível apenas para Playstation 4. Lançamento: 26/08/2014

Max – Life Is Strange

Max é uma adolescente que acabou de entrar para a faculdade de fotografia. Nos primeiros dias de aula, ela presencia um assassinato no banheiro da escola e após o evento traumático ganha poderes de viajar no tempo. Algo que se assemelha ao personagem vivido por Ashton Kutcher no filme Efeito Borboleta.

Após o evento, Max volta no tempo e consegue salvar a pessoa que seria assassinada. E ela era sua melhor amiga de infância, algo que soa até um pouco clichê pela coincidência. A partir daí, ambas tentam descobrir até onde vão os poderes da protagonista e o que pode ser feito para o bem das pessoas ou por interesse próprio. O jogo também levanta questões sobre bullying , invasão de privacidade, uso de drogas, problemas familiares e suicídio. Há também uma carga emocional muito forte, pois algumas das escolhas de Max alteram toda a realidade ao seu redor.

Considero a personagem relevante também pela proposta do jogo como um todo. Max é uma personagem sensata e racional, que age pelo bom senso e é capaz de fazer sacrifícios pelo bem do próximo. E a sua amizade com Chloe, a personagem que seria assassinada no começo do jogo, é algo construído com bastante delicadeza no durante a história.Life Is Strange é um título com forte peso dramático e altamente recomendado por aqueles que gostam de filmes com loopings temporais.

Disponível Playstation 3, Xbox 360, Playstation 4, Xbox One e PC. Lançamento: 30/01/2015

Aloy – Horizon Zero Dawn

Aloy é uma personagem determinada e carismática. Nascida na tribo de Nora, um povo matriarcal e de costumes tradicionais; a protagonista do novo jogo exclusivo do PS4 é uma pária, alguém que foi rejeitada pelo seu povo e tem que viver longe de sua aldeia. Ela foi criada sem mãe e é vista por muitos como uma maldição. Por manter distância dos costumes da tribo, Aloy é alguém que sempre tende a questionar as tradições, a quebrar os paradigmas impostos por aquela sociedade.

Tal personagem é relevante por ser alguém disposto a quebrar tabus, a romper com costumes que são seguidos cegamente , mas que a luz da razão não fazem sentido algum. Aloy, após um incidente que acontece no começo do jogo, parte em uma jornada para desvendar um mistério e em busca do seu passado.

Na minha perspectiva, tal personagem tem uma leve semelhança com Merilda da animação Valente. Além dos cabelos ruivos, manejo de arco e flecha, a personagem é forte e independente. Não precisa de cueca algum para guiar os seus passos e tão pouco tem como motriz algum par romântico.

Disponível apenas para Playstation 4. Lançamento: 28/02/2017

Heliezer Soares

Heliezer Soares é um jovem mineiro (mas, nem tanto) que gosta de joguinhos desde os 4 anos de idade. Humilde detentor de um Xbox One, Playstation 4, PS Vita e Nintendo Wii; não vê a hora de comprar um PC com uma boa placa de vídeo para curtir as promoções da Steam. Graduado em Ciência da Computação (anteriormente fez Química), tem como hobbie fotografia e cinema. Coleciona filmes há alguns anos e pensa que deve comprar uma estante o mais rápido possível para guardar tudo… ou pelo menos um armário maior.