Especial Semana das Crianças – Parte 2: 20 Clássicos Esquecidos

Dando sequência a comemoração da Semana dos Rebentos (dos Catarrentos, dos Pituxos, dos Pimpolhos… como preferirem), não podia deixar de homenagear alguns dos grandes clássicos infantis esquecidos por nós e que fizeram parte da minha vida. Eis a lista (em ordem de chegada no pensamento, e não necessariamente de importância):

1 – Gasparzinho, O Fantasminha Camarada(1995)
Vi num (extinto) cinema de rua, pequenininha que só! Fiquei alucinada com a cena em que o Gasparzinho vira um ovo frito! E quem esquecerá o fantasminha que queria ser um menino de verdade dançando com Kat NO AR?

2 – Matilda
A bruxinha mais gente boa do pedaço! Sofrendo nas mãos dos pais negligentes, a menina gênio que possuía dons telepáticos me ensinou o que eram salamandras e salamandrinhas. Cena inesquecível: o coitado do menino gordinho que teve que comer o maior bolo de chocolate que eu já vi na vida.

3 – O Menino Maluquinho (1994)
O mineirinho mais peralta de todos, Maluquinho aproveitou a infância. Botou fogo no boné do guarda. Era levado. Era um capetinha. Danado. Mas tinha bom coração.

4 – Esqueceram de Mim (1990)
Macaulay “Kevin” Culkin impressionou o mundo ao ganhar as férias que toda criança pediu a Deus: ser esquecido numa casa gigante só pra ele, se entupindo de porcarias e fazendo a zona que quisesse. Todas as cenas em que ele bota os ladrões pra correr são demais.

5 – Jumanji (1995)
Se Maomé não vai até a selva, a selva vai até Maomé. Ou algo parecido com isso. Quem é que não gosta de jogos de tabuleiro? Ainda mais um que transforma o próprio jogo em realidade dentro da sua cidade!

6 – Os Batutinhas (1994)
Gângsteres, corrida de carros, mulheres, dólares e Donald Trump. Por pouco não se torna um filme de máfia americano! Alfalfa, Batatinha e sua turma batuta fazem o dia de qualquer um.

7 – A Princesinha (1995)
Nova adaptação do livro de Frances Hodgson Burnett (há uma famosa com Shirley Temple feita em 1939) com uma pitada forte de Índia. Meninas malvadas, orfanato, macaquinhos e história de época!

8 – O Máskara (1994)
Jim Carrey no que eu acho ser o seu melhor papel. O Máskara é o mau-caráter mais legal da história das caricaturas, aquela vozinha anarquista que vive nas nossas cabeças incorporada num homem com cara verde vestindo um terno amarelo-berrante.

9 – Lua de Cristal (1990)
Nem vem negar que você assistiu quando pequeno e que gostava, tá? Nem vem que eu não vou aceitar. Todo mundo viu, todo mundo gostava do Sérgio Mallandro fazendo o boboca apaixonado, do sanduíche gigante que a Duda fazia, da lanchonete cheia de paquitos e paquitas, das aulas de canto cheias de “paqui-ninfas” (correndo no mato!), da tia malvada, da prima malvada, do primo malvado (e tarado)… Ai gente, tão anos 90! Tem até U CAN DANCE! Ah, pára. Nostalgia pura.

10 – De Volta Para O Futuro (1985)
A trilogia é fantástica e tem tantos ícones do cinema! Doc, McFly, Biff, DeLorean… Até hoje eu estou esperando o skate que voa.

11 – O Pestinha (1990)
O malvado favorito do cinema. O “pivete” mais endiabrado das redondezas. A cena do dentista é inesquecível.

12 – Querida, Encolhi as Crianças (1989)
Ícone da minha infância! Eu ficava acordada até tarde para ver o filme passar no SBT. Ficava doida pra ser encolhida e me perder no jardim da minha avó, fugindo das formigas gigantes.

13 – Willow Na Terra da Magia (1988)
O anão preferido do cinema, Warwick Davis, tá em todas: Harry Potter, Guerra nas Estrelas e Labirinto. O cara até ganhou um filme só pra ele (e que é muito legal, diga-se de passagem!). Clássico da Sessão da Tarde.

14 – A Família Addams
Elenco matador (Raul Julia, Anjelica Huston, Christopher Lloyd e Christina Ricci, a eterna Vandinha), filme que acabou virando desenho animado, primo It e Tropeço. Nada mais a declarar.

15 – Harry Potter e A Pedra Filosofal (2001)
O primeiro marcou muito pra mim porque eu li “A Pedra Filosofal” quando tinha 11 anos e fiquei alucinada, não parava de pensar nisso um minuto. Quando saiu o filme, achei que iria enfartar. Tenho até hoje a fita VHS. E é o mais fiel ao livro de todos os filmes da série, sem dúvidas.

16 – A Caravela dos Robinson (1960)
Meu pai me mostrou esse filme quando eu tinha uns 8, 9 anos. Me disse que era um dos filmes mais marcantes da infância dele. E não é que virou um dos mais marcantes da minha? Quem é que não iria querer tem uma “mansão” dessas numa ilha paradisíaca?

17 – Babe, O Porquinho Atrapalhado (1995)
Eu queria abraçar esse porquinho e levá-lo pra casa. Sinceramente, não tem coisa mais delícia. E a voz? Que coisinha bonitinha!

18 – Space Jam – O Jogo do Século (1996)
Quando saiu (não sei se vocês se lembram, meus caros leitores) este era o filme do momento. O mundo estava em polvorosa porque os Looney Toons estavam mais “looney” do que nunca: jogando basquete contra inimigos extraterrestres e contando com a ajuda de ninguém menos que Michael Jordan. E Bill Murray! Ninguém pode esquecer!

19 – A História Sem Fim (1984)
Confesso que hoje assisto e acho bobinho. Mas minha cachorra parece tanto com o Falkor que eu não pude deixar pra trás. Tá bom, tá bom, eu sei que esse filme marcou a vida do mundo inteiro, OK.

20 – Princesa Xuxa e Os Trapalhões (1989)
Uma mistura de Mad Max e Guerra nas Estrelas com Os Trapalhões e saiu a coisa mais imbecil e engraçada do século. O que é Zacarias com a cabeça saindo do vaso sanitário? Cena ÍDOLA.

*Menção honrosa: Beetlejuice, E.T., Free Willy, Meu Primeiro Amor, Os Goonies, Quero Ser Grande, A Cura, O Jardim Secreto, Um Babá Quase Perfeita, Para Sempre Cinderela e Xuxa Contra O Baixo-Astral.

Fernanda Minucci