Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Guia de Consumo: O Cinema de Alejandro González Iñárritu

[Post atualizado em 3 de fevereiro de 2016]

Inarritu oscar 2015

Com nove indicações ao Oscar, Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância) tirou o mexicano Alejandro González Iñárritu de sua zona de conforto, ao dirigir sua primeira comédia.

- Advertisement -

Antes, sua marca registrada eram os dramas carregados de tragédia, frequentemente entrelaçando histórias envolvendo diferentes classes sociais. Em 2016, o cineasta disputa mais uma vez a estatueta mais desejada do mundo do cinema. Com 12 indicações, incluindo direção e filme, O Regresso é um dos principais candidatos ao Oscar 2016.

Conheça toda a trajetória do cineasta:

Amores Brutos

Os Filmes de Alejandro Gonzales Inarritu - Amores Brutos

 

Como feito posteriormente em 21 Gramas e Babel (mas aqui em seu idioma nativo), no seu longa de estreia, Iñarritu conta três diferentes histórias conectadas por uma tragédia: a do o pitboy Octavio (Gael Garcia – em seu primeiro longa); o abastado, mas problemático, casal Daniel e Valeria; e o morador de rua Chivo, que não consegue tirar sua família da cabeça. Extremamente sensível ao conectar diferentes classes sociais sem subjugá-las, foi indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro (e só perdeu porque foi para O Tigre e o Dragão) e ganhou o prêmio da semana da crítica em Cannes. (Larissa Padron)


21 Gramas

Os Filmes de Alejandro Gonzales Inarritu - 21 Gramas

Três histórias dolorosas e interligadas, com atuações de primeira e uma montagem que desafia o espectador a construir seu próprio filme na cabeça. Talvez o melhor momento de Iñárritu até agora.

Lançado em 2003, o longa-metragem foi filmado em ordem cronológica – apesar da ordem do filme ser totalmente não linear. Tanto Naomi Watts quanto Benício Del Toro receberam indicações ao Oscar, por Melhor Atriz e Melhor Ator Coadjuvante, respectivamente. O grande trunfo da obra de Iñárritu, que novamente trabalha com uma narrativa complexa, é mostrar o lado humano do sofrimento e angustia de seus personagens. Mesmo quando decidem fazer as coisas certas, acabam demonstrando fraquezas e optando por decisões equivocadas.

21 Gramas ficou em 40 lugar na nossa seleção dos 100 Filmes Favoritos do Cinema de Buteco.


Babel

os filmes de alejandro gonzales inarritu - babel

Babel conta, paralelamente, quatro histórias em quatro lugares do mundo relacionados de alguma forma. Como pequenos atos podem ter conseqüências enormes e como a realidade pode ser dura. Brad Pitt está excelente em seu papel, interpretando um homem maduro que tenta resgatar seu casamento após a morte do terceiro filho. Inevitável a comparação do papel de Gael García Bernal, aqui como um mexicano “sacana”, com seu papel em Ensaio Sobre a Cegueira, como um cego maldoso e repugnante.

É um filme complicado, por vezes cansativo, mas que vale a pena ver até o fim. A crueza de algumas cenas e o forte sentimento que passa até nós, seja de piedade da japonesa que tenta, da pior forma, se integrar à sociedade que a discrimina, seja de solidariedade à mexicana menosprezada pela polícia estadunidense, ou seja de compreensão pelos garotos arrependidos de seu ato inocente, já vale por si só. (Thaynara Faleiro)


Biutiful

biutiful

Biutiful conta a história de Uxbal (Javier Bardem), um sensitivo/médium, pai solteiro, que descobre que está com câncer e tem que “fazer a passagem”. O que inclui entrar em contato com sentimentos como culpa, compaixão, amor, e também com toda a podridão que o acompanha e o rodeia. Uxbal então tem como missão corrigir erros e acertar algumas pendências em vida, uma delas ligada ao destino dos dois filhos pelo quais ele tem um amor cego e que são criados por ele devido à instabilidade psicológica da mulher, Marambra (Maricel Álvarez), enquanto tenta aceitar a ideia da morte. (Juliana Lugarinho)


Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)

birdman-festival-morelia

Vamos dizer a verdade? A história não é lá tão original assim, já que anos atrás Jean Claude Van-Damme fez algo bem parecido em JCVD, uma espécie de cinebiografia de um ator decadente. De qualquer forma, Van Damme é Van Damme, e Michael Keaton é ex-Batman. O trabalho de montagem genial, aliado com uma trilha sonora aplicada de maneira ainda mais genial torna a narrativa muito contagiante e potencializa o desempenho do elenco. (Tullio Dias)

Iñarritu saiu de sua zona de conforto do drama e realiza a melhor direção da sua carreira em Birdman. Aliado a fotografia genial de Emmanuel Lubezki, o longa escancara o desejo que todos carregamos de sermos sempre relevantes para os outros. Colocar isso no meio de maior ego do mundo (a vida de ator), na pele de um ex-Batman, cercado por um elenco sensacional, é a cereja do bolo. (Larissa Padron)

Birdman venceu o Oscar de Melhor Filme e rendeu ao diretor seu primeiro Oscar de Direção.


O Regresso

O Regresso - Alex Goncalves

O Regresso é um grande filme, mas peca pela sua pretensão em ser um épico inesquecível. Inárritu constrói uma obra fria sobre os limites humanos, mas não passa disso. É espetacular por mostrar uma bela história de vingança com dois atores inspirados. (Tullio Dias)

O que faz de O Regresso um ótimo filme é sua narrativa realística e envolvente de uma história de total superação e sobrevivência. Com uma fotografia de tirar o fôlego nos quesitos cor e movimentos de câmera e um elenco extremamente comprometido (destaque para Will Poulter e Domnhall Gleeson), Iñárritu nos proporciona uma experiência única. (Dani Pacheco)

Publicado originalmente em 22 de fevereiro de 2015.

Comentários