Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Melhores atores em 2017

Mais um ano terminando, mais uma lista de fim de ano chegando.
Sim, nós adoramos listas, assim como todo bom cinéfilo, e essa é uma lista para enaltecer as grandes performances que tivemos ao longo do ano.
Concordam com a gente, discordam? Por favor colaborem e deixem seus comentários, pensamentos, revolta ou o que quiserem, queremos saber.

Greta Gerwig – Mulheres do Século 20

- Advertisement -

Greta Gerwig é uma pessoa talentosa, disso não há dúvida, ela já estudou filosofia e dança, é atriz, roteirista e diretora. Aliás, tudo indica que em 2018 ela pode ser a quinta mulher a ser indicada ao Oscar na categoria Melhor Direção, pelo aguardado Lady Bird.
Mas estamos aqui para exaltar sua faceta atriz no filme Mulheres do Século 20, onde interpreta Abbie, uma personagem graciosa, talvez um dos seus melhores trabalhos no cinema, se não o melhor. Marcelo Palermo

Julia Jedlikowska – O Fantasma da Sicília

Um dos filmes mais sensíveis e delicados de 2017, O Fantasma da Sicília conta com uma atriz principal que ajuda a traduzir essas caraterísticas especiais para telona. Dani Pacheco

Ricardo Darín – Neve Negra

Este grande ator argentino entrega uma atuação marcante, numa história de dois irmãos que não dão certo por brigas no passado e precisam se reencontrar após a morte do pai. Maristela Bretas

Taraji P. Henson – Estrelas Além do Tempo

Como não amar a matemática batalhadora, inteligente e super mãe interpretada por Henson? A luta da personagem contra o preconceito e sua determinação em mostrar do que é capaz nos comovem durante todo o filme. Dani Pacheco

Andy Serkis – Planeta dos Macacos – A Guerra

​O ator foi melhorando sua atuação a cada filme da franquia, em Planeta dos Macacos – A Guerra ele reina absoluto como Cesar, líder dos macacos na revolução contra os homens. Maristela Bretas

João Pedro Zappa/Caroline Abras – Gabriel e a Montanha

Um dos motivos pelos quais a biografia de Gabriel Buchmann funciona é o elenco. Zappa, que dá vida ao protagonista, nos faz ver a vida de outra forma com sua interpretação calorosa, divertida e cheia de vida. Apaixonar-se pela maneira que Gabriel amava as pessoas e a natureza é fácil em decorrência disso. Abras, por sua vez, consegue nos tocar com sua performance emotiva, especialmente na despedida final da sua personagem, como se já soubesse que aquela seria a última vez que veria o namorado. Dani Pacheco

Charlize Theron – Atômica

Jamais duvide de Theron. Se ela fez de Mad Max um filme que deveria ter sido chamado de Furiosa, é claro que ela não teria problema nenhum para se destacar em Atômica. Aqui, ela é a personagem à qual o título se refere e, mesmo com o frio do inverno alemão, ela esquenta o filme com sua intensidade e personalidade. Dani Pacheco

Daniel Kaluuya – Corra!

Um dos trunfos de Corra! é a atuação Daniel Kaluuya, ator que já havia chamado atenção em Black Mirror e Sicário, e que nesse filme tem o merecido papel de destaque e da conta do recado.
Sem exageros, ele consegue intercalar momentos de raiva, agonia, tristeza e humor. A imagem do ator chorando é tão legal que virou símbolo do filme. Marcelo Palermo

O jovem ator britânico é o centro da história e entrega grande atuação neste filme de terror que aborda o racismo velado numa comunidade nos EUA. Maristela Bretas

Maria Ribeiro – Como Nossos Pais

Rosa é uma personagem icônica, que de forma sútil (assim como filme) vem crescendo cada vez mais e se tornando símbolo/retrato da mulher contemporânea. Isso se da graças a uma direção competente de Laís Bodanzky, mas principalmente pela interpretação honesta de Maria Ribeiro, uma atriz talentosa que finalmente tem seu talento reconhecido no cinema. Marcelo Palermo

James McAvoy – Fragmentado

Difícil dizer qual a melhor das múltiplas personalidades insanas que estão na mente do paciente Kevin, interpretado pelo ator neste filme do diretor M.Night Shyamalan. Maristela Bretas

McAvoy não precisa provar pra ninguém o seu talento. Porém, se alguém queria vê-lo em um papel marcante em todos os sentidos, daqueles que realmente nos fazem lembrar do ator quando pensamos em atuações inesquecíveis, eis aqui um deles. James deu vida a dezenas de personalidades em um filme só, incluindo uma criança, uma mulher e um monstro. Não pode ficar de fora desta lista de forma alguma. Dani Pacheco

Naomie Harris – Moonlight: Sob a Luz do Luar

De todos os atores de Moonlight, Naomie Harris é a única que está presente nas três partes do filme, ou seja, sua personagem acompanha as diferentes fases e “envelhece” na tela. Este foi só um dos desafios enfrentados por essa atriz britânica, que teve apenas três dias para filmar todas (eu disse TODAS) suas cenas. Sua atuação é forte e comovente, nunca caindo no melodrama. Esse trabalho incrível foi reconhecido com uma indicação ao Oscar de melhor atriz coadjuvante. Marcelo Palermo

Vladimir Brichta – Bingo – O Rei das Manhãs

Além de uma história interessante, com texto do veterano Luiz Bolognesi, Bingo conta com um trunfo ainda maior: seu protagonista. Vladimir Brichta acerta no alvo, dando o tom adequado a seu personagem, sempre com muita energia e nos fazendo crer no que está sendo mostrado. Vemos claramente quando ele assume a persona do palhaço, que funciona quase com a mesma dinâmica de um super-herói. Marcelo Seabra

Natalie Portman – Jackie

Uma atuação impecável, de detalhe extremo em cada movimento e fala da protagonista. Portman incorporou o espírito de Jackie Kennedy e teve uma indicação ao Oscar mais do que merecida. Dani Pacheco

Jacob Tremblay – Extraordinário

Mais uma vez temos Jacob Tremblay fazendo um trabalho excepcional em sua jovem carreira. Desta vez, o talentoso ator nos emociona na pele de Auggie, um garotinho que nasceu com uma deformidade facial e precisa vencer o bullying na escola. No entanto, vou confessar que Noah Jupe, o menino que vive Jack Will, consegue se mostrar tão ou mais talentoso que o próprio Tremblay. E isso não é pouca coisa. Fiquem de olho nesse moleque! Tullio Dias

O garoto já tinha mostrado seu potencial em O Quarto de Jack e dá um show de carisma e interpretação em Extraordinário como o jovem com deformidade facial. Maristela Bretas

Garance Marillier – Raw

Raw é um desses filmes fortes em que pessoas mais sensíveis passam mal no cinema, e sim, isso realmente aconteceu. Porém, essa “experiência” só é possível graças à atuação de Garance Marillier, uma menina francesa de apenas 19 anos de idade.
Nós acompanhamos a transformação de uma menina inocente em um “monstro”, é angustiante e comovente, e dá para acreditar que esse foi o primeiro papal da atriz em um longa? Esperamos que seja o primeiro de muitos. Marcelo Palermo

Ryan Gosling – Blade Runner 2049

Ser protagonista da uma refilmagem de um clássico cult 30 anos depois é um mega desafio, mas felizmente Ryan Gosling não se deixou abalar pela pressão e nos presenteou com uma bela de uma interpretação. Seu personagem simboliza toda a complexidade do filme, e sua busca por humanidade é fascinante.
Um ator versátil (que inclusive poderia estar aqui por seu papel no musical La La Land), e que tem feito papeis incríveis nesses últimos anos como em Drive, O Lugar Onde Tudo Termina e Namorados Para Sempre só para citar alguns. Marcelo Palermo

Hugh Jackman – Logan

Logan não seria nada sem seus dois protagonistas. Digo dois porque, apesar do herói dar nome ao filme, ele divide a atenção com uma outra pessoa: Laura. Interpretada por Keen, a garota é esperta, corajosa, carismática e tem uma personalidade forte que ilumina toda a plateia. Em sua última atuação na pele de Wolverine, Jackman mostra o lado mais humano dele e nos faz chorar. Dani Pacheco

O melhor filme do ator no papel que marcou sua carreira como o melhor dos X-Men. Produção tem muita ação, emoção, violência, fotografia e claro, a grande interpretação de Hugh Jackman. Maristela Bretas

Gal Gadot – Mulher Maravilha

A Warner Bros e a DC acertaram em cheio ao escalar Gal Gadot como Mulher Maravilha. A israelense nos conquista com sua presença fortíssima na tela, como se trouxesse o sol em cada cena que aparece. Tal brilho, traduzido por meio do seu jeito olhar, falar e confiança, fazem-na a escolha perfeita para o papel e um dos principais destaques de 2017. Dani Pacheco

Comentários