Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Melhores Filmes de Drama de 2019

#10- Apollo 11

melhores filmes de drama - apollo 11(Todd Douglas Miller, 2019) O documentário apresenta os bastidores de toda a expedição da Apollo 11, que levou o comandante Neil Armstrong e os pilotos Buzz Aldrin e Michael Collins a darem um pequeno passo para o homem, mas um grande passo para a humanidade.

Durante décadas parte dos registros foram mantidos em segredo e somente agora chegaram ao alcance do público. O grande mérito do filme é mostrar tudo como uma narrativa fluída, um tanto diferente do que estamos acostumados com documentários.

- Advertisement -

Recomendado para quem gosta de: histórias reais; Apollo 11; homem na lua

 


#9- The Mustang

MELHORES FILMES DE DRAMA 2019 - MUSTANG

(Laure de Clermont-Tonnerre, 2019) A história de Roman Coleman, um condenado extremamente violento, que recebe a chance de participar de um novo programa de reabilitação envolvendo o treinamento de cavalos selvagens.

The Mustang é uma obra sobre a esperança da redenção de um passado brutal para um homem que nunca conheceu nada além da violência que o transformou naquilo que ele é.

Recomendado para quem gosta de: filmes sobre reabilitação


#8- A Música da Minha Vida

melhores filmes de drama - musica da minha vida(Blinded by the Light, Gurinder Chadha, 2019) Em 1987, na Inglaterra, um adolescente paquistanês aprende como viver sua vida, entender sua família e encontra a sua própria voz a partir da obra do cantor norte-americano Bruce Springsteen.

O cinema sempre nos dá belas surpresas, como é o caso de A Música da Minha Vida. Num ano em que Rocketman e Yesterday pareciam os melhores filmes sobre música, eis que surge a divertida história real de um jovem que tem sua vida transformada a partir da música do Bruce Springsteen. Delícia de história.

Recomendado para quem gosta de: comédias dramáticas; Bruce Springsteen; sentir alegria pela realização das outras pessoas; história real


#7 Democracia em Vertigem

melhores filmes de 2019 - democracia em vertigem(Petra Costa, 2019) O Brasil passou por tantos percalços políticos nos últimos tempos que era comum ver brincadeiras em redes sociais lamentando a árdua tarefa de professores de História, que teriam que explicar tudo isso para seus alunos. A diretora Petra Costa deu uma grande ajuda nesse sentido, recapitulando os fatos mais importantes e montando o quadro geral. Democracia em Vertigem (2019) é uma obra pessoal, sob o ponto de vista de Petra, e por isso não pode ser descrita como isenta. Mas é extremamente emocional e vai ecoar fundo em parte da população.

O documentário, já disponível na Netflix, começa durante o governo de Dilma Roussef, mostrando um Brasil próspero, herdado de Luís Inácio Lula da Silva. Algumas decisões questionáveis fazem a economia dar algumas derrapadas e a popularidade da primeira presidenta do país cai. É a oportunidade que a oposição precisava para buscar algum elemento e alegar irregularidades. É ao mesmo tempo estranho ver retratado nas telas um momento tão recente e público da nossa história, já que vemos muitos documentários tratando de fatos antigos ou distantes, e triste, com a nossa jovem democracia se esvaindo entre nossos dedos. O material cedido por Ricardo Stuckert, fotógrafo oficial de Lula, enriquece bastante o longa, somando-se às filmagens de Petra. (Marcelo Seabra, do blog O Pipoqueiro)

Recomendado para quem gosta de: Política; Para quem sabe diferenciar partidarismo e política;


#6- Dois Papas

DOIS PAPAS FILMES DE DRAMA 2019(Two Popes, Fernando Meirelles, 2019) A final da Copa do Mundo de futebol de 2014, no Brasil, ficou com um duelo entre Alemanha e Argentina. Anos antes, os dois países já haviam protagonizado outro embate: eram deles dois dos principais candidatos a Papa. Começando desse ponto, em 2005, Dois Papas (The Two Popes, 2019) nos leva a conhecer Joseph Ratzinger e Jorge Bergoglio, figuras proeminentes na Igreja Católica que passam a ser candidatos ao cargo deixado pelo falecido Papa João Paulo II.

Como a história é amplamente conhecida, não importa tanto como acabará. O mais interessante é acompanhar os diálogos afiados entre os dois, pessoas inteligentes e razoáveis que buscam, dentro de suas convicções, o que é melhor para a Igreja. O roteirista, Anthony McCarten, tem experiência com histórias reais: são dele os roteiros de A Teoria de Tudo (2014)O Destino de Uma Nação (2017) e Bohemian Rhapsody (2018). Detalhe: todos os três foram vencedores de diversos prêmios para o ator principal, entre eles o Oscar. (Marcelo Seabra, do blog O Pipoqueiro)

Disponível na Netflix.

Recomendado para quem gosta de: Papa; Fernando Meirelles; Filmes com bons diálogos