PARA ENCERRAR O NOSSO MÊS DE ANIVERSÁRIO CELEBRANDO OS NOSSOS OITO ANOS, o Cinema de Buteco divulga agora uma lista final com as 51 melhores obras lançadas entre 2000 a 2009. Apenas o néctar etílico dos deuses cinematográficos.

Para chegarmos ao resultado final, fizemos um cruzamento com os votos que cada longa-metragem recebeu em suas listas individuais.

Apreciem sem moderação!

poster o invasor

51- O Invasor (Beto Brant, 2002)

Baseado no livro homônimo de Marçal Aquino, O Invasor é “apenas” um dos melhores filmes nacionais já produzidos. A produção marcou a estreia do cantor Paulo Miklos (Titãs) e da atriz Mariana Ximenes no cinema.

corbijnControl

50- Controle – A História de Ian Curtis (Control, Anton Corbijn, 2008)

“Contando com uma bela fotografia em preto e branco, provavelmente adotada para mostrar a constante tristeza que acompanhava o cantor, Control talvez seja a biografia menos biográfica dos últimos tempos, já que não se concentra em contar toda a vida do artista, mas apenas os conflitos que permearam o seu processo criativo, e que fizeram de Ian Curtis, tão excepcional. As questões continuam em aberto. Mas isso se deve pelo simples fato de que elas não se resolveram nem para ele mesmo.”

Poster Requiem Para Um Sonho
49- Réquiem Para Um Sonho (Requiem for a Dream, 2000, Darren Aronofsky)

Já nos primeiros minutos do longa-metragem sentimos a pretensão artística de Aronofsky em criar uma obra definitiva sobre o consumo de drogas. Réquiem Para um Sonho pode ser moralista e ter seus defeitos, mas seria um grande erro afirmar que o cineasta não conseguiu produzir um filme forte e que realmente marcou época.

poster match point

48- Match Point (Woody Allen, 2005)

“As pessoas só seguem uma regra em duas condições: caso elas acreditem no sistema, ou caso elas tenham medo de ser punidas. Este é o mote principal de Crime e Castigo, clássico romance de Fyodor Dostoiévski, livro o qual Woody Allen resolveu referenciar em Match Point.

O grande dilema do protagonista está em seguir sua verdadeira paixão (no caso a personagem de Scarlett Johansson) ou a estabilidade financeira. E o desenrolar do roteiro vai aos poucos revelando ao telespectador o paralelo entre as histórias ja mencionadas. Destaque ainda para o uso da parábola da bola na rede de tênis, e sua rima com o momento crucial da trama.”

47- As Horas (The Hours, 2002, Stephen Daldry)

“É um filme extremamente delicado, feminino (daí também vem muito da sua beleza), emocionante, desde a primeira cena pela tristeza, até a sequência seguinte pelo virtuosismo, falas lindas e doloridas. As Horas é triste no fim das contas, mas isso só se deve pelo fato de que, ao vê-lo nos vemos também. Aí nunca é fácil mesmo.”

Melhores filmes dos anos 2000 - Os Dois Filhos de Francisco

46- Os Dois Filhos de Francisco (Breno Silveira, 2005)

“Breno Silveira conseguiu realizar um trabalho coeso ao narrar a história da dupla Zezé de Camargo e Luciano e encaixar as suas músicas de uma maneira muito sensível. Como reconhecimento, a produção foi responsável pela maior bilheteria daquele ano no Brasil e ainda é uma das maiores dos últimos dez anos.”

poster o operario

45- O Operário (The Machinist, Brad Anderson, 2004)

“Esta obra dirigida por Brad Anderson é um daqueles filmes que deixam a gente inquieto, sabe? Trata-se de um operário de uma fábrica que não dorme há um ano. Sim, é isso mesmo. Ele está com uma cara pior do que nós na segunda feira pela manhã. O inquietante é que há um motivo para ele não dormir, e é um motivo bem considerável, coisa séria. Nos faz lembrar um pouco Clube da Luta e o personagem do maravilhoso Bale passa á quem assiste o filme uma espécie de desconforto. Vale a pena!”

melhores filmes de comedia dos anos 2000 - zumbilandia

44- Zumbilândia (Zombieland, Ruben Fleischer, 2009)

“Se Zumbilândia não tem o humor refinado e por vezes ácido de uma comédia como Fido – O Mascote, ao menos mostra o seu diferencial em várias situações. As principais são aquelas que mostram as regras de sobrevivência criadas por Columbus, todas hilariantes, embora nada chegue ao alcance da participação especial e inesperada de Bill Murray, que interpreta ele mesmo. Pode-se dizer que o efeito de se assistir Zumbilândia é o mesmo que ir para um parque de diversões. De tão divertido, dá vontade de repetir o passeio.”

Melhores filmes de ação dos anos 2000 - Inimigos Públicos

43- Inimigos Públicos (Public Enemies, Michael Mann, 2009)

“1933. John Dillinger (Johnny Depp) é um famoso criminoso que rouba bancos junto com seus parceiros fora da lei. Até que o fundador do FBI J. Edgar (Billy Crudup) fica chateado da vida com a fama do bandido e, com muita inveja no coração, contrata um agente frígido chamado Purvis (Christian Bale) para iniciar a maior caçada a um criminoso já vista na história dos Estados Unidos até então.

Inimigos Públicos permanece entre as principais obras de Michael Mann, ao lado de Colateral, Miami Vice e o já clássico Fogo Contra Fogo. É uma obra eficiente e que nunca perde o ritmo, nem mesmo quando o roteiro apresenta a queda de Dillinger diante seus oponentes. O confronto de Bale e Depp em nada ficam devendo às duplas de antagonistas vividos por Jamie Foxx e Tom Cruise, em Colateral, ou Robert de Niro e Al Pacino em Fogo Contra Fogo. E é justamente em cima da química entre esses dois atores que Inimigos Públicos se destaca e se garante como obra obrigatória dos anos 2000.”

Gladiador

42- Gladiador (Gladiator, Ridley Scott, 2000)

“Clássico do cinema moderno e uma das principais obras da carreira de Ridley Scott, Gladiadoré um filme indispensável para os cinéfilos e apaixonados por boas histórias.”

Up - Altas Aventuras

41- Up – Altas Aventuras (UpPete Docter & Bob Peterson, 2009)

A jornada do herói prega que antes de fazer o retorno para casa com os louros da vitória, o protagonista precisa arder nas sete camadas do inferno. E é pra lá que o espectador vai, junto com o Sr. Frederiksson, logo nos primeiros minutos do filme, nesta que é uma das mais ousadas e bem executadas sequências de abertura de uma animação.

Melhores Filmes de Suspnse - Marcas da Violencia

  • Davi Vilela

    Certeza que A fonte da vida na lista tem o dedo do Túlio

    • Joubertbr

      Acertoooouuuu!

Redação do Buteco

Cinema por quem entende mais de mesa de bar.