Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Os melhores filmes online ou lançados direto em DVD de 2016

#10

Quando te Conheci (Equals, Drake Doremus, 2015) Num futuro distante em que as emoções são excluídas da vida das pessoas, dois jovens se apaixonam perdidamente (o que é visto como uma misteriosa doença terminal) e vivem momentos de tensão na sua sociedade opressora.

Kristen Stewart deixou de causar surpresa no público cinéfilo já há alguns anos. Aliás, os cinéfilos competentes conheciam o trabalho da atriz desde antes da Saga Crepúsculo, vamos combinar. Em Equals, a jovem aparece com uma personagem discreta, mas que cativa o público numa velocidade impressionante nesse drama sobre amores proibidos muito parecido com Gattaca.

- Advertisement -


#9

Polícia em Poder da Máfia (Triple 9, John Hillcoat, 2015) Um filme de ação como raramente se viu ao longo desse ano de 2016. Dirigido pelo eficiente John Hillcoat, Polícia em Poder da Máfia apresenta uma gangue de criminosos e policiais corruptos planejando a morte de um agente da lei, enquanto cometem um assalto gigantesco do outro lado da cidade.


#8

A 13ª Emenda (13th, Ava DuVernay, 2016) Realizando um resgate histórico, propõe-se ao entendimento do final da escravidão enquanto um mero renascimento disfarçado da lógica racista na organização social estadunidense, a partir deste ponto sendo velada sob os pretextos da “guerra às drogas” e do “combate ao crime”, motivadores do endurecimento inadequado das leis – realizado pelas figuras mais inesperadas – e da massificação do encarceramento; ao corretamente dar voz àqueles que sofreram com o hostil cenário norte-americano, o documentário torna-se instrumento de transformação, enquanto contextualiza-se de maneira progressivamente eloquente à atualidade ao embasar factualmente uma noção cujo conhecimento já deveria existir: das práticas policiais racistas à sobrecarga do sistema carcerário, todas as medidas públicas de caráter retrógrado – racistas, xenófobas etc -, inibidoras do progresso, invariavelmente sustentam seu desumano esqueleto com uma motivação fundamentalmente financeira e corporativista – e isto jamais dirá respeito apenas à realidade dos Estados Unidos da América. (Leonardo Lopes)


#7

Ele Está de Volta! (Er ist wieder da, David Wnendt, 2015) E se Adolf Hitler voltasse? Com um humor ácido que brinca com o pior da humanidade, o longa-metragem alemão Ele Está de Volta capricha nas piadas pesadas para nos convencer de que o austríaco responsável pelo Holocausto seria muito bem-vindo para boa parte da população alemã em um período semelhante aquele que se viveu a Segunda Guerra. Mas não se desespere se achar graça ou sentir simpatia pelo sujeito: é exatamente essa uma das leituras permitidas pelo polêmico longa-metragem que merecidamente se garantiu na lista de melhores filmes de comédia de 2016 – embora tenha causado aversão em parte da equipe do Cinema de Buteco.


#6

O Que Fazemos nas Sombras (What we do in the Shadows,  Jemaine Clement e Taika Waititi, 2014) O longa de comédia angariou críticas positivas e prêmios em vários festivais por onde passou, incluindo aí o Sitges e o Festival de Toronto. Na trama, uma equipe de documentaristas acompanham quatro vampiros de diferentes idades que moram junto na cidade de Wellington: Viago (Taika Waititi), Vladislav (Jemaine Clement), Deacon (Jonathan) e Petyr (Ben Fransham). As filmagens mostram a rotina dos amigos numa espécie de reality show, intercalando entrevistas e depoimentos. (Geraldo de Fraga)