Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Os Vizinhos do Cinema que Gostaríamos de Ter

VIZINHOS INTERESSANTES não faltam no Cinema. Desde aqueles que assombram nossos heróis nas fitas de horror, até as novas moradoras atraentes que surgem na rua deles, valem aquela espiada e os colocam em problemas, claro, passando pelos mais misteriosos e instigantes. Enquanto a comédia Vizinhos continua em cartaz, nós do Cinema de Buteco – um pouco atrasados devido a uma rápida visita ao bar da esquina – organizamos um especial reunindo os vizinhos dos filmes que mais gostaríamos de ter morando ao lado de nossas casas – e as escolhas poderão revelar muito sobre nossas personalidades um pouco perturbadas. Confira:

Item-1

Um Show de Vizinha: Matthew (Emile Hirsch) pode se considerar como o jovem mais sortudo da sua cidade na comédia Um Show de Vizinha. Sabe o motivo? Como se não bastasse ser a mulher mais bonita que o nosso jovem herói viu na vida, Danielle (Elisha Cuthbert) também é uma ex-atriz do cinema adulto. É simplesmente a combinação de dois sonhos de qualquer adolescente: uma namorada gostosa + uma ex-atriz pornô. Como não amar? E nesse caso, Matthew amou… Literalmente! (por Tullio Dias)

- Advertisement -

 

Item-2

Drive: Irene (Carey Mulligan) é uma mãe solitária que cuida do seu filho sozinha, já que o maridão está cumprindo pena na cadeia. Num belo dia, ela cruza o caminho do seu vizinho misterioso (tão misterioso que até hoje ninguém sabe o nome dele), interpretado pelo galã Ryan Gosling. Acontece que a Irene arrasa o coração do “driver” na mesma proporção que ele arrasa com a cabeça dos mafiosos que estão espreitando e colocando todas as pessoas mais próximas a ele em risco. Numa tarde ensolarada, Irene e seu filho são levados para passear de carro. Um dia perfeito. Mas aí o maridão volta da prisão, e praticamente acaba com os sonhos românticos de Irene encontrar um cara bonito, educado, quieto e respeitoso. (por Tullio Dias)

Item-3

Alta Fidelidade: O homem moderno, e ouso dizer que até as gerações passadas, sofrem de um mal previsível: a ideia da posse e a inveja do pau alheio. Rob Gordon (John Cusack) é um cuzão. Não há palavra melhor para definir nosso herói. Ele realmente é um sujeito que tem coragem de mostrar todas as suas imperfeições e qualidades, com uma sinceridade absurda. Ele acabou de romper o relacionamento com sua amada, que foi parar nos braços de Ray (Tim Robbins). Até aí, tudo bem, acontece. Só que Ray era um vizinho de Rob e passava a madrugada inteira fazendo barulho durante suas transas – e Rob tinha consciência de que ele próprio não era um amante tão bom. Logo, a ideia de sua amada transando com alguém muito melhor passa a torturar o coitado do Rob (“nenhum sexo é melhor do que o sexo feito com Ray”), que passa a refletir mais sobre as suas atitudes para tentar descobrir o que realmente quer da vida. (por Tullio Dias)

 

Item-4

A Hora do Espanto: O pobre Charley Brewster está tentando tirar a virgindade de sua namorada na maior parte do tempo em que está livre da escola. No resto do tempo livre, ele passa bisbilhotando o seu novo (e misterioso) vizinho Jerry Dandridge (Chris Sarandon). Ele descobre que o sujeito, literalmente devora as belas mulheres que tem o azar de visitar a sua casa. Com a certeza absoluta de que Jerry é um vampiro, e temendo pela sua segurança e de sua família, Charley tenta encontrar maneiras de acabar com essa ameaça. No entanto, vamos refletir aqui e nos colocar no lugar do adolescente virgem: se ele tivesse feito amizade com o vampiro, ele poderia acabar virando um mestre da sedução, teria a garota que quisesse, e melhor ainda, seria imortal. Mais esperto foi o seu amigo Ed Evil, que por livre e espontânea pressão se uniu ao vampirão. (por Tullio Dias)

 

Item-5

O Suspeito da Rua Arlington: Tim Robbins gosta de fazer vizinhos interessantes, definitivamente. Depois de mexer com a vida do John Cusack em Alta Fidelidade, ele surgiu na vizinhança da Rua Arlington para conhecer Michael Faraday (Jeff Bridges), neste ótimo suspense de Mark Pellington. Quando Oliver (Robbins) e Cheryl Lang (Joan Cusack) mudam-se para a vizinhança de Faraday, este, pai viúvo e professor universitário especializado em ações terroristas, entra aos poucos num estado paranoico com relação ao que os vizinhos planejam e a possibilidade de estes terem ligações terroristas. Inicialmente , nenhuma pista aparece e o professor segue desacreditado, mas aos poucos, o faro terrorista de Faraday começa a provar-se legítimo e, além de render-lhe um belo e perigoso hobby, ainda nos entrega uma aula de como proteger-se de nossos vizinhos – afinal de contas, todo mundo vai ter um vizinho suspeito, em algum momento. (por Leonardo Lopes)

 

Item-6

 O Aprendiz: Dirigido por Bryan Singer – e desconhecido por boa parte do público -, O Aprendiz apresenta a história de um adolescente (Brad Renfro) que descobre que o seu vizinho (Ian McKellen) é um oficial nazista foragido. Vocês devem estar se perguntando “Por que diabos ter um vizinho nazista pode ser bom?”, e eu sinceramente não sei como responder de outra forma: nosso jovem é um estudante que precisa fazer um trabalho sobre a Segunda Guerra Mundial. De que maneira melhor ele poderia fazer isso senão consultando direto com um monstro que participou abertamente daquilo tudo? Ia garantir as notas, além de poder escrever um bom livro sobre o assunto. O Aprendiz é um excelente thriller e conta com uma cena capaz de deixar muitos com ânsia de vômito. Tudo graças ao talento de McKellen, que encarna o verdadeiro professor com uma eficiência absurda e destilando uma grande (e sutil) tensão sexual entre os protagonistas. (por Tullio Dias)

Item-7

Edward, Mãos de Tesoura: Cortar o cabelo não é uma coisa muito barata de se fazer. Quer dizer, você até pode fazer um corte por R$ 5 num barbeiro da esquina – e que de noite funciona como bar copo sujo. Encontrar um profissional que saiba o que está fazendo é complicado. Então, imagine que sorte que a vendedora de Avon (hahaha) vivida por Diane West em Edward Mãos de Tesoura deu ao se deparar com o solitário Edward (Johnny Depp) em sua mansão? Por puro acaso, Peg descobriu que as tesouras de Edward poderiam cortar mais do que os jardins do bairro, e a novidade logo espalhou pela vizinhança. Até aquela vizinha religiosa que acha que tudo é coisa do capeta ficou com vontade de entrar na tesoura do branquelo. (por Tullio Dias)

Item-8

Se Meu Apartamento Falasse: Nesse clássico do cinema (e quando você lê algo assim no Cinema de Buteco, a primeira atitude deveria ser abrir seu Netflix ou sei lá o quê você usa para ver filmes e assistir) dirigido por Billy Wilder, temos a história de um sujeito boa praça chamado C.C. Baxter (Jack Lemmon), que vive emprestando o seu apartamento para os seus chefes o usarem como motel. Ok. Seria legal se ele levasse uma grana, se ele conseguisse uma promoção no trabalho, se um dos chefes não levasse a paixão de Baxter para brincar de “lepo-lepo”, e se os vizinhos não achassem que moravam ao lado do verdadeiro Casanova. Em uma cena, ele precisa da ajuda do vizinho Dr. Dreyfuss para ajudar uma moça que passou mal após discutir com o amante. Nem tudo é o que parece, no fim das contas, e apesar de ter levado uma grande lição de moral (injustamente), é sempre bom morar ao lado de um médico, não é mesmo? (por Tullio Dias)

Item-9

Perfume de Mulher: O jovem Charlie (Chris O’Donnel) está se dando mal por conta de um problema moral na escola. Quis o destino, que o sofrimento de Charlie se estendesse para uma breve convivência com um militar cego e alcoólatra vivido por Al Pacino. O que prometia ser um verdadeiro pesadelo, por conta da personalidade forte e doença do tenente coronel Slade, se torna uma verdadeira lição de vida e amadurecimento. Charlie deixa de ser apenas um garoto inexperiente para entender qual é o caminho para se tornar um grande homem, assim como o seu vizinho rabugento. Com certeza, a maioria de nós poderia tirar bom proveito de conversas com um homem de classe como Slade. (por Tullio Dias)

Item-10

O Profissional: A obra que revelou Natalie Portman para os olhos do mundo também trouxe Leon (Jean Reno), um doce assassino que salvou a vida da jovem personagem Portman. Quando os patriarcas da garota foram brutalmente assassinados por seu envolvimento com drogas, e começaram a procurar por ela, sua única alternativa foi buscar o misterioso homem que morava ao seu lado. Inicialmente as duas personalidades se estranharam. Com o tempo, porém, o matador ganhou uma amizade inusitada e mais doçura em sua vida, e a garota, faturou a salvação de sua vida, e aulas de tiro e autodefesa profissionais. Precisa de mais alguma coisa? (por Leonardo Lopes)

 

Vizinhos-2

VizinhosA principal inspiração para a nossa lista, este longa de Nicholas Stoller mostra uma fraternidade de universitários mudando-se para viver ao lado de um jovem casal que acaba de ter uma filha. Imagine-se na pele do casal: em troca de aturar o barulho provocado pelos jovens todos os dias sem alertar as autoridades, você vai ser convidado para festas, no mínimo, interessantes. Confira mais em nossa crítica(por Leonardo Lopes)

Item-12

O Grande GatsbyVamos falar sério. Tem coisa mais inconveniente e chata do que conviver com aquele vizinho insuportável que dá festas de arromba todo final de semana? É gente bonita chegando, carros lotando a rua, música alta, muita bebida, muita comida, e você só olhando pela janela e reclamando com o 190. Admita que secretamente, você está puto é porque não foi convidado para se divertir. Mora na casa ao lado do sujeito e é ignorado. Bem ruim isso. Só que não foi bem assim que Jay Gatsby (Leonardo DiCaprio) fez com o seu vizinho Nick (Tobey Maguire). Ainda que de maneira interesseira, Jay faz o vizinho se sentir como parte fundamental das várias festas que acontecem em sua mansão. Isso que é a política da boa vizinhança!

 

Item-11

Janela Indiscreta: Apostamos que você sentiu falta daqueles velhinhos satânicos (e incrivelmente abelhudos) de O Bebê de Rosemary ou dos assassinos pirados de Meus Vizinhos São Um Terror. Bem, se você gostaria de morar a uma parede de distância ou algumas quadras dessas pessoas, eu me pergunto que tipo de vizinho você deve ser. Para encerrar a nossa lista com chave de ouro, nada melhor que o segurança do bairro L.B. Jefferies (vivido por James Stewart) no clássico Janela Indiscreta (que ficou entre os 10 primeiros no nosso ranking de 100 filmes favoritos. Clique aqui para ler). Fotógrafo por profissão, e bisbilhoteiro por vocação, Jefferies sofreu um acidente e passou o filme inteiro assentado numa poltrona observando tudo que seus vizinhos faziam. O verdadeiro BBB da vida real. Ou cinematográfica, vai entender. Com um vizinho desses, que sabe tudo sobre a sua vida, você pode economizar nas reclamações quando o correio diz que fez três tentativas de entrega (você pode mandar os caras entregarem direto na casa do sujeito, uai) ou se seu marido/esposa tem uma relação extra-conjugal.