Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Top 10 – Melhores Filmes de Romance de 2013

APÓS A SAÍDA DA  JULIANA LUGARINHO DA EQUIPE DO CINEMA DE BUTECO, acabamos com um pepino gigantesco na mão: depois dela fazer um trabalho quase perfeito por dois anos consecutivos com as listas de melhores filmes de romance de 2011 e 2012, quem é que poderia dar conta do recado e manter o nível de qualidade dos posts dos anos anteriores?

Convidei a amiga Ana Clara Matta, editora do Ovo de Fantasma, para me ajudar a listar os grandes destaques românticos do cinema na temporada. Espero que apreciem o trabalho, e que acima de tudo, tenha o mesmo nível das outras duas retrospectivas anteriores. Como observarão na lista, existem muitas comédias românticas presentes, o que apenas reforça a ideia de que o amor precisa vir acompanhado de boas doses de risadas para funcionar.

Divirtam-se com nossa lista de recomendações dos melhores romances de 2013:

- Advertisement -

10 – O Grande Gatsby

Confundir amor com posse é algo comum, e em O Grande Gatsby esse é o mote principal. Como se não bastasse os dois homens lutarem para conquistar o troféu Daisy, a própria moçoila parece deixar claro que se preocupa mais em manter uma vida luxuosa do que em viver um grande amor. Ou seja, O Grande Gatsby fala muito sobre o sentimento, mas o que existe na realidade é a ausência dele em meio ao conturbado triângulo amoroso do longa-metragem dirigido por Baz Luhrmann.

Ps: dedicado para a Ana Clara, que insistiu muito para ver esse filme no top 10 – só que não

Tullio Dias


9 – A Espuma dos Dias

Mocinho conhece mocinha em festa de aniversário. Eles se apaixonam e vivem uma intensa história de amor, que é ameaçada quando ela é diagnosticada com uma doença respiratória. Parece um romance qualquer, mas não é. O aniversário é de um cachorro e o que ameaça o final feliz do casal é uma flor de lótus em um dos pulmões dela. Histórias de amor improváveis são recorrentes na obra de Michel Gondry – que o diga o sonhador Stéphane (Gael García Bernal), de Sonhando Acordado, ou o melancólico Joel (Jim Carrey), de Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças. Mas A Espuma dos Dias, o novo longa do diretor, é um pouco dos dois – e nenhum ao mesmo tempo.

Nathália Pandeló


8 – Amor Pleno

poster amor plenoAinda que Amor Pleno tenha deixado uma impressão menor do que o trabalho anterior de Terrence Malick (A Árvore da Vida), ainda assim é um filme especial e tocante com uma mensagem sobre a busca da felicidade e do amor. Claro que nada é feito de um jeito muito convencional, o que certamente afastará os espectadores acostumados com narrativas simples de entender e que não forcem uma enorme reflexão para fazerem sentido, mas é o suficiente para tocar o coração de quem sabe o que é buscar, buscar e sofrer por não encontrar aquilo que o completa e realiza.

Tullio Dias


7 – Bem Vindo aos 40

poster bem vindo aos 40Bem vindo aos 40 é mais uma desconstrução da comédia romântica feita por Judd Apatow – e mais um grande acerto. Primeiro, ele desconstruiu o garanhão (O Virgem de 40 anos), depois, a gravidez romântica (Ligeiramente Grávidos) e partiu então para uma das perguntas mais quintessenciais do gênero: o que acontece depois de todo o “felizes para sempre”, depois que o romance esfria? Bem vindo aos 40 mostra a realidade nada glamurosa de um relacionamento adulto, e enquanto funciona apenas como mais um veículo para o charme de Paul Rudd, é o grande momento de Leslie Mann, impecável.

Ana Clara Matta, do site Ovo de Fantasma


6 – Meu Namorado é um Zumbi

Quando anunciaram o lançamento de Meu Namorado é um Zumbi foi inevitável a comparação e lembrança da Saga Crepúsculo, o que acabou criando uma certa resistência no público. No entanto, a história de amor de um zumbi com uma garota viva acerta com diversas piadinhas pontuais e ainda nos faz refletir sobre nossas relações. Para quem se preocupava com o quanto o filme poderia afetar a “moral” dos zumbis, do mesmo jeito que os vampiros ficaram meio abalados com a existência de Edward “Brilhante” Cullen, não se preocupe: além de continuarem sendo criaturas respeitadas, os comedores de cérebro ainda mostram que são capazes de se apaixonar (!!!).

Tullio Dias


5 – Como Não Perder Essa Mulher

Joseph Gordon-Levitt faz sua estreia na direção com uma comédia romântica deliciosa e que por incrível que pareça: é voltada especialmente para o público masculino (e qualquer pessoa que sinta uma familiaridade com o som de inicialização do sistema operacional de um Mac). O ator, que já havia estrelado o excelente (500) Dias Com Ela, contracena com Scarlett Johansson, e descobre que beleza não é o suficiente para se fazer um relacionamento funcionar. Como Não Perder Essa Mulher (tradução ridícula de Don Jon) é uma obra sobre o amadurecimento de um homem em busca de ser uma pessoa melhor ao lado da pessoa perfeita.

Tullio Dias


4 – O Lado Bom da Vida

O Lado Bom da Vida é um romance com frases de efeito conhecidas (“se você ama alguém, deixe-o livre”) e com uma história comum: quem nunca tentou se aproximar de um velho amor através de outra pessoa? Nós ficamos cegos fácil demais. No caso de Pat, foi por não querer aceitar a verdade e cismar em consertar o passado. As pessoas certas se aproximam como amigas, dispostas a se sacrificarem apenas para deixar o amor feliz. Algumas vezes, os envolvidos percebem o que está acontecendo e conseguem evitar perder oportunidades de ouro, como no caso do filme de Russell. Ainda assim, mesmo sendo previsível, O Lado Bom da Vida funciona e é emocionante. Exatamente como a vida real.

Tullio Dias


3 – À Procura do Amor

As circunstâncias, o espírito da época ou se você preferir a terminologia gringa, o Zeitgeist, impediram À Procura do Amor de se tornar apenas “uma linda adição ao catálogo de Nicole Holofcener”. Sem mesmo saber, Holofcener capturou um tufão em uma garrafa e definiu os perigos do aplicativo Lulu antes de sua criação. Comentários sociais à parte, a diretora mais uma vez revela a vida interior de personagens maduros da classe média (artística) norte-americana, e coloca o holofote do cinema em dois atores (famosos por seus papéis televisivos) que há tempos mereciam tal atenção: Julia Louis-Dreyfus e o saudoso James Gandolfini.

Ana Clara Matta, do site Ovo de Fantasma


2 – Questão de Tempo

poster questão de tempoSe você, menino e/ou menina, gosta de assistir a comédias românticas que nos arrancam lágrimas minutos depois de nos arrancarem gargalhadas, Questão de Tempo é para você. Com direção de Richard Curtis, o cara responsável pelo tocante Simplesmente Amor, a trama mistura romance, comédia e um pouco de ficção científica com a questão da viagem no tempo. Rachel McAdams está apaixonante no longa-metragem, que conta ainda com uma emocionante trilha sonora com a música “The Luckiest”, de Ben Folds.

Tullio Dias


1 – Antes da Meia-Noite

Antes da Meia-Noite é o programa mais que perfeito para se assistir ao lado da pessoa amada. Especialmente se vocês souberem apreciar o valor de uma longa conversa e se o relacionamento de vocês tiver nascido especialmente pela troca de palavras, seja pessoalmente ou pelo mundo virtual. São filmes assim que te fazem reconsiderar suas opiniões e te motivam a dar mais uma chance para algo que te fez muito mais vezes feliz do que infeliz, mesmo quando as coisas parecem caminhar para o inevitável fim.

Tullio Dias


Leia também:

Melhores Filmes de Romance de 2012

Melhores Filmes de Romance de 2011

Comentários