Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Top 10 – Os Melhores filmes de ficção-científica de 2016

#5

Quando te Conheci (Equals, Drake Doremus, 2015) Num futuro distante em que as emoções são excluídas da vida das pessoas, dois jovens se apaixonam perdidamente (o que é visto como uma misteriosa doença terminal) e vivem momentos de tensão na sua sociedade opressora.

Kristen Stewart deixou de causar surpresa no público cinéfilo já há alguns anos. Aliás, os cinéfilos competentes conheciam o trabalho da atriz desde antes da Saga Crepúsculo, vamos combinar. Em Equals, a jovem aparece com uma personagem discreta, mas que cativa o público numa velocidade impressionante nesse drama sobre amores proibidos muito parecido com Gattaca.

- Advertisement -

Recomendado para quem gosta de: romance, futuro distópico, 1984, Gattaca


#4

Caça-Fantasmas (Ghostbusters, Paul Feig, 2016) Uma das maiores injustiças em relação ao novo Caça-Fantasmas foi causado por uma discussão babaca sobre gênero. Hoje, com 31 anos, olho para a minha época de infância e vejo o quanto garotas foram obrigadas a se contentar com produções de araque enquanto os garotos se divertiam com grandes franquias e personagens marcantes. Como garoto, sou feliz pra caralho de ter tido a chance de viver isso, mas é triste saber que as meninas não tiveram essa mesma sorte. Paul Feig reuniu um elenco justamente para mudar essa história e poder dar para toda uma nova geração de garotas o que seus pais, tios e avós nunca experimentaram: se sentir representadas através de uma marca que encantou os fãs de sci-fi nos anos 1980.

Poderia dizer que esse é o único mérito do novo Caça-Fantasmas e seria motivo o suficiente para você ter, no mínimo, curiosidade em assistir, mas esse sci-fi é absolutamente hilário com situações absurdas e participações especiais do elenco original para atender os desejos dos mais saudosistas. Há quem discorde de mim, mas essa é a graça do cinema, não é verdade?

Recomendado para quem gosta de comédia, reboots, anos 1980, Missão: Madrinha de Casamento, garotas no poder.


#3

Into the Forest (Patricia Rozema, 2015) Estrelado por Ellen Page e Evan Rachel Wood, Into the Forest apresenta a história de duas irmãs que vivem numa casa na floresta e precisam sobreviver sozinhas após uma inexplicável queda de energia. Sozinhas num local deserto, as duas jovens lutam contra doenças, fome e o risco de serem atacadas por agressores.

Into the Forest é um dos meus filmes favoritos de 2016 e provavelmente uma das dicas mais interessantes para os cinéfilos que visitam o Cinema de Buteco e se divertem com nossas (várias) listas de fim de ano. Tudo acontece naturalmente na narrativa, que não se preocupa em perder tempo explicando o que está acontecendo no mundo e acerta em cheio ao focar nos dramas e medos das duas irmãs. É arrepiante.

Recomendado para quem gosta de suspense, futuros distópicos, fim do mundo, A Estrada, filmes estrelados por mulheres.


#2

Destino Especial (Midnight Special, Jeff Nichols) Até cogitei recomendar o novo trabalho de Jeff Nichols (O Abrigo) para a nossa lista de melhores filmes de aventura do ano, tamanha a vibe oitentista presente na obra, mas seria um erro correr o risco de privar os fãs sci-fi de conhecerem um pouco sobre (mais) esse belo trabalho do cineasta.

A trama apresenta um garotinho de oito anos, Alton (Jaeden Lieberher), que não pode sair à luz do dia. Durante muitos anos, ele viveu num local povoado por religiosos extremistas que depositavam toda a sua fé na ideia de que ele seria o salvador da humanidade. Roy (Michael Shannon) é o pai do garotinho e decide sequestrá-lo para evitar o pior. A partir desse momento, Destino Especial se transforma num road movie noturno intenso e fantástico. Gosto de ver o Nicholls se aventurando por um terreno diferente, mas sem perder características que o tornaram um dos nomes a se acompanhar no cinema atualmente.

Recomendado para quem gosta de aventura, pegada anos 1980, road movie, E.T. O Extraterrestre (E.T. The Extra-Terrestrial, Steven Spielberg)


#1

A Chegada (Arrival, Denis Villeneuve, 2016) Preciso ser sincero e dizer que o que atrasou o lançamento desta lista, foi a minha dificuldade em encontrar palavras para analisar A Chegada, de Denis Villeneuve.

Mais do que um grande exemplar de filmes de ficção-científica de 2016, a obra apresenta um drama sensível e emocionante sobre as grandezas de escolher tomar as decisões certas para viver. Não importa as consequências, desde que você possa dizer que viveu. A parte em que os alienígenas chegam no Planeta Terra é apenas uma desculpa para disfarçar de sci-fi essa emocionante história sobre escolhas.

Se você me perguntar algum dia qual foi o principal longa-metragem de 2016, não terei a menor dificuldade em responder que A Chegada é a melhor opção. Que filme lindo, véi!

Recomendado para quem gosta de drama, invasão extraterrestre, comunicação com ET, Contato, Interestelar, filmes motivacionais, Steven Spielberg em sua época dourada de Contatos Imediatos de Terceiro Grau