Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Review: Black Mirror s03e04 – “San Junipero”

BLACK MIRROR É UMA SÉRIE DE TERROR. No mínimo um sci-fi daqueles que te deixam com medo da tecnologia e do nosso futuro. Na verdade, é uma produção obrigatória para a maioria de nós, viciados em redes sociais, celulares, tablets e qualquer evolução que “facilite” a nossa existência.

Portanto, é meio assustador assistir “San Junipero” e descobrir uma história de romance. Confesso que fiquei o tempo inteiro esperando pela surpresa que embrulharia o meu estômago, mas aí lembrei que o diretor Owen Harris é o cara que “pega leve” em Black Mirror. Em “Be Right Back”, s02e01, ele colocou Domhnall Gleeson e Haylew Atwell, num capítulo sobre saudade.

Depois de “Shut Up and Dance”, o episódio seguinte da terceira temporada, “San Junipero”, é um momento de alívio para deixar o público da série se recuperando. Yorkie (Mackenzie Davis) é uma garota tímida que tenta se enturmar numa balada e conhece Kelly (Gugu Mbatha-Raw). A atração é imediata, mas Yorkie reprime as suas vontades até que retorna na semana seguinte para saciar seu desejo.

- Advertisement -

O que o capítulo dirigido por Harris mostra é o começo, meio e fim de um romance cuja narrativa mostra sempre que o intervalo entre cada um é de uma semana. Isso motivaria reclamações sobre a construção dos protagonistas, totalmente unidimensionais e que não parecem possuir vida fora das baladas, mas não demora para essa questão chamar a atenção para si e logo criar dúvidas nas mentes dos espectadores.

Fico feliz de ter escolhido os episódios no escuro e ter dado a sorte de pegar justamente aqueles com uma trilha sonora de respeito. “San Junipero” tem muita coisa boa dos anos 1980 e esse material todo já me inspirou a produzir uma playlist especial no Spotify com todas as faixas da temporada. A melhor parte é que as músicas selecionadas realmente significam alguma coisa para a narrativa. “Need You Tonight”, do INXS, por exemplo, fala muito sobre viver o momento e aproveitar a vida, retratando exatamente o sentimento de dúvida que Yorkie sentia. O mesmo pode ser dito da sequência em que a protagonista escuta vários clássicos enquanto tenta escolher a melhor roupa para a balada. Repararam na homenagem para o clássico Clube dos Cinco quando toca a música do Simple Minds?

“San Junipero” mostra uma bela história de amor entre duas mentes jovens e inquietas. Sem nenhuma surpresa chocante, esse é um daqueles episódios em que a tecnologia não nos assusta e é apresentada como um passo natural para nossa existência.

Comentários