Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Review: Fear the Walking Dead s02e06 – “Sicut Cervus”

Falta apenas um episódio para a segunda temporada entrar no seu intervalo, assim como é normal de acontecer em The Walking Dead.

Desde o excelente “Ouroboros” (s02e03) já era possível perceber a evolução da obra e o seu desenvolvimento rumo à independência: Fear the Walking Dead não é “apenas” um spin-off das aventuras de Rick, Carol e Daryl, mas um programa com vida própria e que está cada vez mais interessante, como dá para comprovar em “Sicut Cervus”, sexto episódio do segundo ano.

Finalmente os nossos sobreviventes desembarcaram no seu destino e descobrimos que o amor da vida de Victor Strand foi mortalmente ferido. Travis, Madison e os outros começam a tentar desfrutar de um local seguro, mas Chris parece não estar na mesma vibe da paz…

- Advertisement -

A introdução do sexto episódio apresenta um grupo inédito de personagens e temos um padre convocando os seus fieis para combater esse mal que está andando na terra. Posso estar ligeiramente enganado, mas me parece que incluir religião na discussão era algo ainda inédito nesse universo. Padre Gabriel teve a sua crise, mas nada comparado com uma ideia de um fanático religioso disposto a converter pessoas a lutarem pelas suas crenças mais absurdas. Será que acompanharemos isso no decorrer da trama? Lembrando que a origem dos zumbis está bem interligada com magia negra e vudu.

Apesar da morte de Luis ter parecido desnecessária (foi incômodo ver o personagem sendo descartado facilmente) logo nos minutos iniciais, assistimos à primeira batalha do grupo inteiro contra uma horda de infectados. Nick sentiu um peso enorme por se ver obrigado a abater uma criança; Daniel teve mais uma viagem errada ao ficar apenas observando uma criança infectada; e Chris surpreendeu os telespectadores ao assistir Madison quase ser devorada por um Walker.

Como discutimos na última edição do Walking Cast, parece que Chris se tornou o principal candidato a morrer nessa temporada. De mimado chato no ano passado para um adolescente problemático nessa nova leva de episódios, ele está muito perto de ter uma grande reviravolta e se tornar um vilão capaz de dar medo na sua família, para tristeza do pai.

“Sicut Cervus” faz um paralelo curioso com a Fazenda de Hershel Greene, também na segunda temporada de The Walking Dead. Existe até um monte de morto-vivo mantidos vivos num local “seguro” e o mesmo discurso de que “eles não estão mortos”.

Fear the Walking Dead está fazendo bem mais que apenas suprir a ausência de The Walking Dead e me conquistando aos poucos. Talvez você concorde comigo, mas ao mesmo tempo que torço muito para domingo chegar, sinto um peso no peito por saber que será o último episódio durante algumas semanas até o seu retorno.

Comentários