Review: Fear the Walking Dead s02e11 – “Pablo & Jessica”

Well…

Ainda que não sustente o mesmo nível de qualidade do episódio anterior, que arrisco dizer ser o meu favorito da série, esse décimo primeiro episódio de Fear the Walking Dead é uma nova prova da qualidade do material de Robert Kirkman.

Madison tenta convencer os sobreviventes no hotel a se unirem em um plano para eliminar todos os infectados do local. Paralelamente, Nick mostra que sua vida de drogado deixou lições importantes para garantir a sua sobrevivência no novo grupo.

No texto anterior reclamei do “mistério” sobre Madison e Victor terem escapado dos infectados. Os minutos iniciais do capítulo falam exatamente sobre isso, como se os roteiristas e produtores soubessem como é que a cabeça de seus fãs funciona e o que os malditos reclamariam…

Depois de passar a temporada inteira sendo uma mera coadjuvante e uma pessoa desequilibrada, Madison finalmente reencontrou o seu caminho. Ela é a figura de liderança dos sobreviventes no hotel e organiza uma estratégia (pouco convincente) para atrair todos os infectados e limpar o hotel para que ele possa se tornar um lar seguro.

Estamos diante um equivalente da prisão em que Rick e cia vivem em The Walking Dead? Ainda que sejam injustas, é inevitável tentar estabelecer esses paralelos com a série principal. Fear the Walking Dead é independente e eu faço questão de SEMPRE repetir o quanto a série aprendeu a caminhar sozinha para se tornar uma atração única e de qualidade justamente por possuir personagens mais profundos.

O momento é de calmaria (finalmente temos alguém transando nessa série!), mas nunca vimos essa paz durar muito tempo nesse universo…

Tullio Dias

Dizem que sou legal, mas eles estão mentindo só para me agradar. Gosto de Molejo, acho Era Uma Vez no Oeste uma obra-prima, prefiro baixo de quatro cordas do que os de cinco, tenho um MBA de MKT Digital e um curso de Publicidade, não tenho filhos, não tenho um coração, mas me derreto por caipirinhas.