Review: Fear the Walking Dead s03e11 – “La Serpiente”

fear-the-walking-dead-s03e11-la-serpiente-review-002

O review de Fear the Walking Dead s03e11, “La Serpiente”, demorou, mas chegou. Foi um episódio que mostrou Victor guiando Madison e Walker até a represa e, inevitavelmente, Daniel Salazar.

O desejo pela água para garantir a sobrevivência das pessoas no rancho falou alto e Madison tentou de todas as maneiras convencer Lola a liberar um pouco dos seus recursos. No entanto, o pedido foi negado e abriu espaço para uma série de pequenos conflitos. Madison conseguiu o que queria e retornou para o Rancho.

“La Serpiente” é um daqueles episódios que dizem muito sem precisar apelar para o óbvio. O título faz uma referência direta a Victor, mas também pode ser usado para descrever o comportamento de Madison e também de Daniel. Todos os três são ariscos e capazes de fazer qualquer coisa para garantir que tudo aconteça da maneira como desejam.

Por exemplo, o golpe que resultou na mudança de ideia de Lola foi arquitetado por Victor e Daniel (repararam que ele cantarolava a mesma música que os baderneiros chegaram berrando?). Tudo aconteceu, claro, na melhores das intenções e onde os três protagonistas sairiam vencendo.

Como conselheiro de Lola, e guardião de sua segurança, Daniel acredita que armar a represa seja essencial para manter tudo sob controle diante as ameaças cada vez maiores de quem está faminto e com sede. Mas Efrain, o outro conselheiro de Lola, prega justamente o contrário. Ele quer quebrar a represa e dar água para todos. Na cabeça do cara, Deus vai intervir e escolher.

Me surpreendeu muito que “La Serpiente” mostrasse um momento “solo” de Madison que não fosse chato. Finalmente, eu vi nela algo de interessante. Embora ela continue sendo a grande vilã da série, na minha opinião, Madison começa a ter um pouco de graça. Espero que isso se mantenha.

Ouça o Walking Cast logo abaixo:

Tullio Dias

Dizem que sou legal, mas eles estão mentindo só para me agradar. Gosto de Molejo, acho Era Uma Vez no Oeste uma obra-prima, prefiro baixo de quatro cordas do que os de cinco, tenho um MBA de MKT Digital e um curso de Publicidade, não tenho filhos, não tenho um coração, mas me derreto por caipirinhas.