Review: Game of Thrones s01e04 – “Cripples, Bastards, and Broken Things”

game of thrones s01e04

Adoro o título desse episódio. Game of Thrones s01e04, ou “Cripples, Bastards and Broken Things”, fala muito sobre questões emocionais e psicológicas que acompanham as jornadas de Jon Snow, Tyrion Lannister, Sam Tarly, Bram Stark, Gendry Baratheon, dentre outros.

O gordinho Sam chega até a Muralha, para a alegria de Thorne, que agora terá mais uma pessoa para destilar todo o seu ódio e desprezo. O corvo menciona os períodos de inverno que passou em Eastwatch (que batiza o Game of Thrones s07e05) e que nenhum desses jovens recrutas sabe o que é passar frio.

Imediatamente, Sam conquista a amizade de Jon, que também já havia conseguido o respeito de seus companheiros após ouvir Tyrion e começar a dar conselhos para ajudar cada recruta a ser um soldado melhor.

Já falei em algum texto anterior sobre a forma como a série usava e abusava da sexualidade. Muitas vezes é apenas gráfico, mas a cena em que Viserys está numa banheira com uma profissional do sexo com tesão em dragões merece um destaque especial no hall de melhores transas de Game of Thrones. A cada nome de dragão, a moça fica mais excitada. Uma coisa meio louca.

Em Kings Landing, Nedd continua tentando descobrir o que teria causado a morte da Mão do Rei, Jon Arryn. Auxiliado por Mindinho, ele visita um ferreiro chamado Gendry. Nedd não precisou de muito esforço para notar a semelhança dele com o próprio Rei. Ou seja, Jon parecia cuidar de todos os bastardos de Robert e isso pode ter incomodado alguém.

E é nesse episódio que o público tem o seu primeiro encontro com o gigante Montanha, irmão do Cão de guarda de Joffrey. O gigantesco lutador de Cersei encara um desafio contra o jovem Hugh, outrora assistente de Jon Arryn e transformado rapidamente num cavaleiro. Um confronto contra o Montanha certamente pode ser qualificado como uma queima de arquivos, já que Hugh é morto facilmente e bem antes de ter a oportunidade de conversar com Nedd.

Os minutos finais mostram a primeira (das muitas) vez em que Tyrion se deu muito mal. Vítima da língua longa e afiada de Mindinho, o anão é apontado como o “culpado” pela tentativa de assassinato do jovem Bram. Depois de cruzar com Catelyn Stark numa hospedagem qualquer, o Lannister percebe que se meteu numa verdadeira encrenca. Detalhe para a primeira menção a Walter Frey e seu fetiche por casamentos.

Tullio Dias

Dizem que sou legal, mas eles estão mentindo só para me agradar. Gosto de Molejo, acho Era Uma Vez no Oeste uma obra-prima, prefiro baixo de quatro cordas do que os de cinco, tenho um MBA de MKT Digital e um curso de Publicidade, não tenho filhos, não tenho um coração, mas me derreto por caipirinhas.