Review: Game of Thrones s07e04 – “The Spoils of War”

review game of thrones s07e04 - spoils of war

Existem séries capazes de despertar grandes emoções em nós. E existe o que a HBO oferece com a adaptação da obra de George Martin. Game of Thrones s07e04, “The Spoils of War”, não apenas garante o “prêmio” de melhor momento dessa temporada épica quanto se garante na lista das batalhas mais eletrizantes de toda a história da série.

A Batalha dos Bastardos foi bem legal, assim como a vez que o exército do Senhor da Noite atacou a terra dos Selvagens ou quando Tyrion frustrou os planos de Stannis. Mas nada chega perto do nível de emoção visto em “The Spoils of War”. E sabe por que?

Desta vez não era um protagonista contra um coadjuvante. Desta vez era o Jaiminho cagando tijolo contra o dragão da Daenerys. Desta vez a gente não sabia pra quem torcer e qualquer que fosse o resultado, seria tenso. O confronto inevitável construído ao longo desses sete anos explodiu e mais do que nunca teremos vítimas importantes.

O plano sequência em que Bronn tenta escapar da morte para lançar um arpão no dragão também possui uma culpa enorme no nível de adrenalina apresentado no episódio. Assim como Jon Snow escapou dos cavalos e soldados de Ramsay, a câmera teve um papel fundamental para jogar o telespectador dentro da ação – sem deixar de falar dos efeitos de fotografia belíssimos com todo o verdadeiro inferno na terra criado pelo dragão.

Por um momento, acreditei que Bronn morreria ao MATAR o dragão de Daenerys. Exatamente no momento. Imaginei que seria “justo” por toda a história do personagem, mas nada me preparou para a tensão causada pela ação corajosa (ou burra) de Jaiminho Lannister. Os cortes que mostravam Tyrion temendo pela vida do irmão pioraram o desenvolvimento da sequência, pois apenas aumentaram o nosso medo de ver a morte do personagem.

Tudo isso, narrativamente, foi um espetáculo. No entanto, vamos raciocinar um pouco sobre os erros estratégicos e a impulsividade de cada um dos lados. Não deveria ter sido mais inteligente ver Daenerys voando para longe ao invés de pensar num ataque direto e arriscado? Não deveria ter sido melhor planejado o ataque de Jaiminho, que deliberadamente montou um “cavalo kamikaze”? Perguntas que ficarão pelo ar, mas que mostram mais humanidade dos personagens do que equívocos.

Juro que queria muito conseguir falar do aguardado reencontro de Arya com Sansa, do treino louco da pequena com a Lady Brienne, da estranha conversa em que Mindinho oferece uma adaga para Bran, da Sansa percebendo que os irmãos dela ficaram loucos, da torta de climão entre Jon e Dany, da Cersei descobrindo que precisa pagar para ter o apoio do Banco, ou de Sir Davos insistindo em tentar descobrir algum segredo da “secretária” de Dany. Juro que queria falar disso tudo, mas diante os eventos nos minutos finais de “The Spoils of War”, nada disso tem a menor importância.

A ansiedade que fiquei na semana passada depois daquele que era o meu episódio favorito da temporada nem se compara a tudo que estou sentindo querendo que o tempo voe até o próximo domingo. Puta que pariu, Game of Thrones.

PS: O CINEMA DE BUTECO NÃO APOIOU O DOWNLOAD DO EPISÓDIO VAZADO E POR ISSO, O REVIEW DE GAME OF THRONES S07E04 – “THE SPOILS OF WAR” NÃO FOI PUBLICADO DURANTE A SEMANA. Seguiremos publicando o nosso texto logo após a exibição na HBO. Obrigado pela paciência e preferência!

 

 

 

 

Tullio Dias

Dizem que sou legal, mas eles estão mentindo só para me agradar. Gosto de Molejo, acho Era Uma Vez no Oeste uma obra-prima, prefiro baixo de quatro cordas do que os de cinco, tenho um MBA de MKT Digital e um curso de Publicidade, não tenho filhos, não tenho um coração, mas me derreto por caipirinhas.