Cinema por quem entende mais de mesa de bar

Na TV e além: Quais serão os próximos passos da franquia Game of Thrones?

O que ainda podemos esperar de Game of Thrones?

Mais cedo este ano, vimos Game of Thrones dar os seus “últimos passos” na televisão pela HBO. A série que para muitos será o último grande fenômeno televisivo da história – até que outra série venha e lhes provem o contrário, como fez Game of Thrones em seu lançamento – encerrou seu ciclo de oito anos no ar de maneira bem controversa, em meio de teorias de conspiração sobre os roteiristas da série e seu envolvimento com o próximo filme da franquia Star Wars.Mas no caso de Game of Thrones, por mais que o final possa não ter chegado à altura da qualidade que a série alcançou ao longo do caminho percorrido até a sua oitava e última temporada, a jornada com certeza elevou a qualidade de adaptações de obras de fantasia para um novo patamar. Não é à toa que a Amazon se interessou tanto em entrar neste mercado com a sua plataforma de streaming, ao ponto de investir mais de 650 milhões de reais pelos direitos de Senhor dos Anéis para uma futura adaptação da obra em formato de série, após o enorme sucesso que foi sua apresentação nos cinemas na década passada.

A própria HBO quer se manter nesse mercado, uma vez que ela disputou tal permissão pela obra de J.R.R. Tolkien com a Amazon e também com a Netflix, esta última que ainda não conta com um seriado de “fantasia épica” em seu catálogo de obras nativas. Logo se vê que a febre por coisas do gênero que estava dado como morto até pouco antes do lançamento da temporada de Game of Thrones em 2011, ainda tem muito o que dar para falar e também produzir.

- Advertisement -



Os próximos passos: livros, série de TV e muito mais

 

Uma das grandes expectativas dos fãs de Game of Thrones, principalmente aos que se converteram em leitores da série de livros que inspirou o seriado, é o lançamento da continuação das obras que deram base à adaptação da HBO. Já se passaram oito anos desde o lançamento de A Dança dos Dragões, que foi o quinto livro da série A Song of Ice and Fire, escrita por George R.R. Martin. E desde então, o autor tem tomado bastante tempo para reduzir e também aumentar as expectativas dos fãs quanto à sexta parte da sua obra-prima.

Segundo o próprio autor, o sexto livro – com título Winds of Winter, ou “ventos do inverno” – estará completo e em sua posse durante a Worldcon do ano que vem, que será realizada entre os meses de julho e agosto. E caso a promessa não seja cumprida, ele está disposto a ficar trancafiado em uma ilha na Nova Zelândia até terminar de escrever a história!

Enquanto isso, uma nova adaptação televisiva está nos planos da HBO. Dos vários planos desenvolvidos dentro da emissora, o que parece ter largado bem a frente é a “prequel” de Game of Thrones com o sugestivo nome de Bloodmoon – “lua de sangue” em sua tradução literal.

Até aqui, os detalhes que se sabem é que tal série se passará milhares de anos antes da trama que nos foi contada em Game of Thrones, com a própria HBO descrevendo a série como um conto do declínio do mundo desde a sua era de ouro até seus tempos mais sombrios. Nesta linha, haverá espaço para detalhar a origem de histórias desde os famigerados “White Walkers” até uma das famílias de Westeros mais queridas pelos fãs, os Stark.

Ainda não se tem detalhes de quando essa “prequel” será lançada. Mas se sabe que ela está em pleno desenvolvimento, em um processo que vai ser demorado haja visto que o tratamento de uma obra como Game of Thrones exige polimento acima do que se encontra usualmente no mercado.

E as adaptações de Game of Thrones não param por aqui! Aqueles que querem realmente se envolverem a fundo com o mundo de fantasia da série, em breve encontrarão um jogo de multiplayer massivo online para fazê-lo.

O título do MMORPG é Game of Thrones: Seven Kingdoms, e o mesmo se encontra atualmente em desenvolvimento pelas companhias europeias Bigpoint e Artplant. As promessas para o jogo de browser são bem grandes, uma vez que será possível formar guildas com outros jogadores para se integrar a uma das famílias vistas na série. Além, claro, do jogo possuir combate em modo jogador versus jogador e jogador versus monstros.

Mesmo que os MMORPGs não estejam tão em evidência como em tempos de outrora, a aposta vem muito no sucesso e inspiração de adaptações de outros formatos de jogos, para além dos jogos lançados para Android e Iphone mas também como o de cassino online encontrado na Betway, chamado de “Game of Thrones 243 Ways” e ainda o clássico jogo de tabuleiro, que foi sucesso de vendas lá fora. Outro fator é que o MMORPG atende aos fãs de jogos de PC que ficaram órfãos da série de jogos de Game of Thrones lançada pela Telltale Games, que foi à falência no ano passado.

Após o lançamento do primeiro jogo no formato de “drama interativo” em que a Telltale era referência, o sucesso nas vendas – incluindo quase um milhão de cópias vendidas na Steam – fez com que uma sequência já fosse colocada em produção. Infelizmente a produtora do jogo entrou em diversos apuros financeiros que interromperam não só sua continuidade, como também a produção de jogos de franquias como Game of Thrones.

Para os fãs, o que resta é preparar os bolsos

Não é incomum vermos por parte de autores de obras como A Song of Ice and Fire, que alcançam sucesso gigantesco na adaptação de suas histórias em um ou mais formatos, optarem por “filtrar” a oferta de novas peças ao público com o medo de transbordar o mercado. E essa claramente não é a opção de George R.R. Martin até aqui.

Só que isso não deveria ser lá uma grande surpresa. Afinal, quanto mais em evidência Game of Thrones estiver, maior será a divulgação dos próximos livros que inspiraram a série – tanto o que ele promete lançar no ano que vem, quanto o sétimo e último que deve se seguir. Isso inclui desde vendas recordes de caixas de DVD e Blu-Ray até concertos com a trilha sonora da série.

Além disso, o mundo de Game of Thrones é um universo bem vasto a ser explorado. Westeros, onde a série se concentra, é apenas um dos quatro continentes encontrados no planeta criado por Martin. Mesmo Essos, que é o outro continente com o qual os fãs da obra tiveram bastante contato, tem muita história a ser potencialmente explorada tanto na série A Song of Ice and Fire como em outras sequências que podem aparecer no futuro.

É por isso que é bom deixar a imaginação tanto dos fãs quanto daqueles responsáveis por essas adaptações simplesmente rolar solta. Especulações, teorias e tantas outras coisas são fatores que movimentam e muito o engajamento do público, que acaba sendo traduzido posteriormente em vendas destas peças – nem que seja tão somente para confirmar suspeitas vistas e discutidas a esmo na internet.

E é essa a aposta que Martin e companhia tem feito até aqui. Por sorte deles, e também do público, o nariz torcido do final da série não reduziu os ânimos dos fãs mais fiéis da trama, que continuam ávidos por novas formas de explorar o mundo de Game of Thrones.

Por essas e outras que os fãs já devem começar a preparar seus bolsos. Afinal, uma chuva de conteúdo – e de compras – está chegando!