Review: The Night of s01e03 - "A Dark Crate" | Cinema de Buteco
Séries e TV

Review: The Night of s01e03 – “A Dark Crate”

NAZ FOI TRANSFERIDO PARA O PRESÍDIO RIKERS ISLAND e agora, mais do que nunca, precisa estar sempre atento.

O detento Freddy é apresentado superficialmente, mas logo percebemos que é ele quem comanda o andamento do lugar, consegue regalias e pode proteger ou deixar alguém à deriva. Ele oferece proteção a Naz, mas será que não se envolver com Freddy pode ser uma boa alternativa? É compreensível a opção de não querer se envolver e se manter distante dos outros presidiários, mas será a mais segura?

Mais uma vez é necessário prestar atenção ao que Naz afirma. Em uma conversa com os pais, ele novamente diz que não se lembra de como foi parar na cozinha, ele acordou lá. Aos poucos, essa situação vai ficando mais tensa porque é difícil não acreditar em um sujeito como Naz, que aparenta ser legal, é tímido e queria apenas um pouco de diversão. Ao mesmo tempo, não queremos acusá-lo para não cair na armadilha da xenofobia, mas a falta de memória parece bastante conveniente neste caso.

Na coletiva de imprensa não conseguem evitar questões relacionadas à sua religião e origem. É como se fossem dois fatores que precisassem ser constantemente relembrados para ser considerado algo que possa condená-lo imediatamente.

Aparece uma nova advogada, Alison Crowe, tentando puxar o tapete de Jack Stone. Ela se veste bem, fala bem, é experiente, questiona o método de Stone e diz que não vai cobrar nada, o que pode ser bastante perigoso. Percebemos que ela e Stone são velhos conhecidos, mas não dá pra saber de onde ou quando.

Enquanto Stone tenta baixar o máximo possível o valor a ser cobrado por seus serviços, Alison surge como algo “bom demais para ser verdade”. Parece até que é uma evidente armadilha, já que ela soube ser manipuladora o suficiente para ganhar a confiança dos pais de Naz na primeira aparição.

Como se não bastasse, há também a questão do táxi, que foi representada por dois parceiros calmos, levando em conta toda a situação. Tenho a impressão de que o tema foi abordado de maneira singela, mas que vai crescer ainda mais e se tornar um problema extremamente difícil de lidar.

Todos esses fatores contribuem para uma trama maior, que vem crescendo e, aparentemente, vai culminar em algo que poucos podem ter conseguido captar. A história continua interessante e ainda vai render muita coisa.

Leia todos os reviews de The Night Of – Primeira Temporada.

Graciela Paciência

Graciela Paciência nasceu e cresceu em São Paulo. Por muito tempo acreditou que seu futuro estivesse na direção de videoclipes, mas agora prefere gastar seu tempo livre no cinema, em frente à TV ou na companhia de um bom livro. Gosta de Stephen King, clássicos e cinema europeu. Suas metas de consumo estão (quase) sempre atrasadas, mas o importante é seguir em frente.